Promotor de justiça é morto no município de Itaíba, Agreste de Pernambuco

Da Rádio Jornal
Com informações do Blog Agreste Violento

Atualizado às 23h00

Foto: Reprodução/ Blog Agreste Violento

Foto: Reprodução/ Blog Agreste Violento

Na manhã desta segunda-feira (14), o promotor de justiça do município de Itaíba, no Agreste de Pernambuco, Thiago Farias Godoy Magalhães, foi morto com quatro tiros de uma espingarda calibre 12, e não 20 como dito anteriormente. Thiago foi encontrado sem vida dentro do carro dele.

Mais informações direto da redação, com Elton Ponce:

Ele seguia para o trabalho, no Tribunal de Itaíba, quando foi surpreendido. O crime aconteceu por volta as 9h, na PE-300 quando o carro do promotor foi seguido por outro veículo e um dos suspeitos efetuou o primeiro disparo.  A polícia ainda não tem pistas dos autores do crime.

De acordo com informações do blog Agreste Violento, a noiva do promotor, advogada, estava com ele no carro, mas conseguiu pular quando os bandidos efetuaram o primeiro disparo. Ela sofreu escoriações e foi atendida no hospital de Itaíba, mas já recebeu alta.

A noiva do promotor estava com ele no carro mas conseguiu pular quando os bandidos efetuaram o primeiro disparo. Ela sofreu escoriações, foi atendida no hospital da cidade e já recebeu alta.

A delegacia de polícia de Itaíba iniciou as investigações. Em entrevista ao comunicador Aldo Vilela, na Rádio JC News, o procurador geral do Ministério de Pernambuco, Aguinaldo Fenelon informou que as armas usadas pelos criminosos eram de calibre 12.

No início da noite desta segunda, o procurador, o Governador Eduardo Campos e o secretário de Defesa Social, Wilson Damázio, se reuniram no Gabinete do Governo para tratar das providências que devem ser tomadas na investigação do assassinato. Foi o secretário inclusive quem precisou a quantidade de tiros que vitimaram o promotor.

Thiago era formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, autor de livros jurídicos e professor de cursos preparatórios para concursos. Ele tomou posse como promotor em dezembro do ano passado (2012).

Compartilhe essa notícia

Leia também: