Audioteca | CRISE NA PM

Para comandante da PM, Operação Padrão não prejudicou segurança


Comandante da Polícia Militar, Carlos D'Albuquerque diz que movimento grevista não gerou prejuízos e que está tranquilo com saída das Forças Armadas

Publicado em 03/01/2017, às 09:53


Rádio Jornal
Rádio Jornal
Comandante da Polícia Militar de Pernambuco, coronel Carlos D'Albuquerque. Foto: divulgação / internet


No último dia da presença das Forças Armadas em Pernambuco, o comandante da Polícia Militar do Estado, Coronel Carlos D'Albuquerque, disse que o Governo de Pernambuco está tranquilo em relação ao fim do reforço e que o movimento de Operação Padrão da PM não afetou a segurança pública dos pernambucanos. O comandante foi entrevistado na manhã desta terça (3) no programa de Geraldo Freire, na Rádio Jornal.

Para Carlos D'Albuquerque, há diálogo entre governo e a categoria e que a Operação, deflagrada no início de dezembro, não trouxe grandes problemas: "Precisamos diferenciar o policiamento ostensivo ordinário, que nao sofreu nenhum impacto, do que teve impacto, que foram os PJEs, onde adotamos algumas medidas como suspensão das férias e remanejamento de escalas pra reforçar. Eu digo que não houve prejuizo. Essa soma de esforços com certeza não veio a comprometer a segurança. Tivemos uma manutenção e mesmo com o movimento, não houve prejuizo à sociedade pernambucana", declarou o chefe da PM.

O comandante da Polícia Militar de Pernambuco também falou sobre a passeata de famíliares dos trabalhadores da PM que está marcada para a tarde desta terça. Para ele, qualquer movimento é válido, desde que feito com responsabilidade.

PJES

A redição do Programa de Jornada Extra de Segurança (PJES), umas das principais reclamações dos policiais militares, também está nos planos do Governo do Estamos, nas palavras do comandante da PM. Carlos D'Albuquerque afirma que a partir do dia 16 de janeiro uma turma com 1500 soldados será convocada. "A perspectiva é ampliar a quantidade de candidatos, o que temos de concreto é essa primeira turma de policiais, que a partir de agosto ja vao estar nas ruas atendendo a sociedade pernambucana", garantiu.

PRESÍDIOS

Com a crise no sistema prisional do Amazonas, onde após uma onda de rebeliões mais de 50 detentos foram mortos, o comandante da PM afirmou que está preocupado com a situação nacional e local dos presídios. De acordo com ele, "Preocupa sim. O secretario Pedro Eurico (Justiça) tem conversado com a polícia nas reunioes do Pacto pela Vida", declarou. Ele ainda garante que a situação em Pernambuco é "tranquila".

Fonte: Rádio Jornal

Audioteca

Para comandante da PM, Operação Padrão não prejudicou segurança



Publicado em 03/01/2017, às 09:53


Rádio Jornal
Rádio Jornal
Comandante da Polícia Militar de Pernambuco, coronel Carlos D'Albuquerque. Foto: divulgação / internet


No último dia da presença das Forças Armadas em Pernambuco, o comandante da Polícia Militar do Estado, Coronel Carlos D'Albuquerque, disse que o Governo de Pernambuco está tranquilo em relação ao fim do reforço e que o movimento de Operação Padrão da PM não afetou a segurança pública dos pernambucanos. O comandante foi entrevistado na manhã desta terça (3) no programa de Geraldo Freire, na Rádio Jornal.

[uolmais_audio 16106112]

Para Carlos D'Albuquerque, há diálogo entre governo e a categoria e que a Operação, deflagrada no início de dezembro, não trouxe grandes problemas: "Precisamos diferenciar o policiamento ostensivo ordinário, que nao sofreu nenhum impacto, do que teve impacto, que foram os PJEs, onde adotamos algumas medidas como suspensão das férias e remanejamento de escalas pra reforçar. Eu digo que não houve prejuizo. Essa soma de esforços com certeza não veio a comprometer a segurança. Tivemos uma manutenção e mesmo com o movimento, não houve prejuizo à sociedade pernambucana", declarou o chefe da PM.

O comandante da Polícia Militar de Pernambuco também falou sobre a passeata de famíliares dos trabalhadores da PM que está marcada para a tarde desta terça. Para ele, qualquer movimento é válido, desde que feito com responsabilidade.

PJES

A redição do Programa de Jornada Extra de Segurança (PJES), umas das principais reclamações dos policiais militares, também está nos planos do Governo do Estamos, nas palavras do comandante da PM. Carlos D'Albuquerque afirma que a partir do dia 16 de janeiro uma turma com 1500 soldados será convocada. "A perspectiva é ampliar a quantidade de candidatos, o que temos de concreto é essa primeira turma de policiais, que a partir de agosto ja vao estar nas ruas atendendo a sociedade pernambucana", garantiu.

PRESÍDIOS

Com a crise no sistema prisional do Amazonas, onde após uma onda de rebeliões mais de 50 detentos foram mortos, o comandante da PM afirmou que está preocupado com a situação nacional e local dos presídios. De acordo com ele, "Preocupa sim. O secretario Pedro Eurico (Justiça) tem conversado com a polícia nas reunioes do Pacto pela Vida", declarou. Ele ainda garante que a situação em Pernambuco é "tranquila".

Fonte: Rádio Jornal