Audioteca | CRISE

Rebelião no Amazonas era "desastre anunciado", diz Ministro da Defesa


Raul Jungmann diz que tragédia era esperada pelos chefes dos poderes. Para Ministro da Defesa, a situação é "muito preocupante"

Publicado em 04/01/2017, às 10:16


Rádio Jornal
Rafael Souza
Ministro da Defesa, Raul Jungmann lamenta mortes no Amazonas. Foto: reprodução / internet

Em meio à rebelião que terminou com 60 mortes no Amazonas, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou na manhã desta quarta-feira (04) que o acontecido foi "a crônica do desastre anunciado". A declaração foi feita durante entrevista ao programa de Geraldo Freire, na Rádio Jornal.

O ministro disse também o Brasil passa por um momento em que as quadrilhas criminosas já ameaçam os três poderes: "Hoje o PCC esta em todo o país. Hoje o Comando Vermelho está em todo o pais e as grandes quadfrilhas estão nacionalizadas e disputando controle de drogas no Paraguai e na Bolivia", declarou.

AMEAÇA NACIONAL

Para Jungmann, o crime organizado já ameaça a ordem democrática e precisa ser combatido com novas estratégias. O ministro da Defesa anunciou que vai se encontrar nesta quarta com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, para conversar sobre o tema. Também nesta noite está marcada uma reunião com o Gabinete de Segurança, no Palácio do Planalto.

Raul Jungmann também prometeu lancar um novo plano de seguranca nos próximos dias, junto com os estados. Para o ministro, as quadrilhas já estão nacionalizadas: "eu acho que o Brasil precisa tomar consciência de que está em curso o desafio da criminalidade e que nós precisamos nos adequar para combater essas grandes gangues, antes que isso se torne um problema fora de controle", declarou.

O ministro lembrou de outros casos parecidos de ação criminosa, como no estado do Maranhão, durante as eleições de 2016. Ele ainda falou sobre o alistamento militar, que agora passa a ser feito pela internet.

Fonte: Rádio Jornal

Audioteca

Rebelião no Amazonas era "desastre anunciado", diz Ministro da Defesa



Publicado em 04/01/2017, às 10:16


Rádio Jornal
Rafael Souza
Ministro da Defesa, Raul Jungmann lamenta mortes no Amazonas. Foto: reprodução / internet

Em meio à rebelião que terminou com 60 mortes no Amazonas, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou na manhã desta quarta-feira (04) que o acontecido foi "a crônica do desastre anunciado". A declaração foi feita durante entrevista ao programa de Geraldo Freire, na Rádio Jornal.

[uolmais_audio 16106933]

O ministro disse também o Brasil passa por um momento em que as quadrilhas criminosas já ameaçam os três poderes: "Hoje o PCC esta em todo o país. Hoje o Comando Vermelho está em todo o pais e as grandes quadfrilhas estão nacionalizadas e disputando controle de drogas no Paraguai e na Bolivia", declarou.

AMEAÇA NACIONAL

Para Jungmann, o crime organizado já ameaça a ordem democrática e precisa ser combatido com novas estratégias. O ministro da Defesa anunciou que vai se encontrar nesta quarta com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, para conversar sobre o tema. Também nesta noite está marcada uma reunião com o Gabinete de Segurança, no Palácio do Planalto.

Raul Jungmann também prometeu lancar um novo plano de seguranca nos próximos dias, junto com os estados. Para o ministro, as quadrilhas já estão nacionalizadas: "eu acho que o Brasil precisa tomar consciência de que está em curso o desafio da criminalidade e que nós precisamos nos adequar para combater essas grandes gangues, antes que isso se torne um problema fora de controle", declarou.

O ministro lembrou de outros casos parecidos de ação criminosa, como no estado do Maranhão, durante as eleições de 2016. Ele ainda falou sobre o alistamento militar, que agora passa a ser feito pela internet.

Fonte: Rádio Jornal