Audioteca | ENTREVISTA

Debate da Super Manhã discute alternativas para barrar violência


O aumento da violência tem preocupado cada vez a população pernambucana. No interior ou no Grande Recife, a sensação de insegurança é geral

Publicado em 14/03/2017, às 14:14


Rádio Jornal

Foto: Rádio Jornal

A privatização da segurança e as alternativas para a sociedade driblar o aumento da violência foram discutidas na Super Manhã desta terça-feira (14). Em Pernambuco, a população tem refletido sobre os temas que amedrontam todas as classes.

Só em 2017, já foram registradas mais de 800 mortes violentas no Estado, 822 assaltos a ônibus, sem falar das diversas agências bancárias que foram alvo de explosão em todas as regiões do estado.

A partir dessas estatísticas, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do Recife, Eduardo Catão, o consultor de empresas de segurança privada, coronel Antônio Menezes e o consultor empresarial Paulo Coelho Vieira participaram do bate-papo que procurou analisar o porquê do aumento da violência.



Analisando o aumento da violência no país de uma forma geral o presidente da CDL Recife, Eduardo Catão criticou os representantes de instituições sociais que muitas vezes pensam apenas em uma carreira política, ao invés de apoiar crianças e jovens a não caírem no mundo do crime.

Confira todos os detalhes no debate:

O coronel Antônio Menezes confirmou o que disse o presidente da CDL. Segundo ele, existe uma corrupção generalizada na sociedade brasileira.

Já o consultor de empresas, Paulo Coelho Vieira, citou exemplos bem sucedidos em países europeus e disse que a saída para muitos problemas sociais está no investimento no setor público.

Audioteca

Debate da Super Manhã discute alternativas para barrar violência



Publicado em 14/03/2017, às 14:14


Rádio Jornal

[IMAGEM]

A privatização da segurança e as alternativas para a sociedade driblar o aumento da violência foram discutidas na Super Manhã desta terça-feira (14). Em Pernambuco, a população tem refletido sobre os temas que amedrontam todas as classes.

Só em 2017, já foram registradas mais de 800 mortes violentas no Estado, 822 assaltos a ônibus, sem falar das diversas agências bancárias que foram alvo de explosão em todas as regiões do estado.

A partir dessas estatísticas, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do Recife, Eduardo Catão, o consultor de empresas de segurança privada, coronel Antônio Menezes e o consultor empresarial Paulo Coelho Vieira participaram do bate-papo que procurou analisar o porquê do aumento da violência.

Analisando o aumento da violência no país de uma forma geral o presidente da CDL Recife, Eduardo Catão criticou os representantes de instituições sociais que muitas vezes pensam apenas em uma carreira política, ao invés de apoiar crianças e jovens a não caírem no mundo do crime.

Confira todos os detalhes no debate:

[uolmais_audio 16163476]

[uolmais_audio 16163478]

[uolmais_audio 16163481]

O coronel Antônio Menezes confirmou o que disse o presidente da CDL. Segundo ele, existe uma corrupção generalizada na sociedade brasileira.

Já o consultor de empresas, Paulo Coelho Vieira, citou exemplos bem sucedidos em países europeus e disse que a saída para muitos problemas sociais está no investimento no setor público.