Audioteca | CONSULTÓRIO DE GRAÇA

24 pessoas morreram de leptospirose em Pernambuco em 2017


O número de casos de morte por leptospirose é 26% maior do que em 2016 quando houve 19 mortes no estado

Publicado em 13/01/2018, às 00:28


Rádio Jornal

Reprodução/Internet

O aumento das chuvas é um dos fatores que podem ampliar os casos de leptospirose. Mas, existem outros fatores que contribuem para o crescimento dos casos da doença. Em 2016, Pernambuco registrou 19 mortes. Já no ano passado o número cresceu 26%, totalizando 24 óbitos.  No Consultório do Rádio Livre desta sexta-feira (12), Clarissa Siqueira recebeu, Francisco Duarte que é Coordenador de Zoonoses da Secretaria Estadual de Saúde e ainda o médico infectologista, Vladimir Guimarães.



 Perdeu o programa? Ouça na íntegra:

A doença

A infecção humana pode ser transmitida principalmente pela urina e fezes do rato. Entre os sintomas estão: a febre alta, dor de cabeça, sangramento, dores musculares, calafrios e olhos vermelhos. No Brasil, cerca de 15 mil casos podem ocorrer por ano


Audioteca

24 pessoas morreram de leptospirose em Pernambuco em 2017



Publicado em 13/01/2018, às 00:28


Rádio Jornal

[IMAGEM]

O aumento das chuvas é um dos fatores que podem ampliar os casos de leptospirose. Mas, existem outros fatores que contribuem para o crescimento dos casos da doença. Em 2016, Pernambuco registrou 19 mortes. Já no ano passado o número cresceu 26%, totalizando 24 óbitos.  No Consultório do Rádio Livre desta sexta-feira (12), Clarissa Siqueira recebeu, Francisco Duarte que é Coordenador de Zoonoses da Secretaria Estadual de Saúde e ainda o médico infectologista, Vladimir Guimarães.

 Perdeu o programa? Ouça na íntegra:

[uolmais_audio 16379332]

[uolmais_audio 16379330]

[uolmais_audio 16379329]

[uolmais_audio 16379328]

A doença

A infecção humana pode ser transmitida principalmente pela urina e fezes do rato. Entre os sintomas estão: a febre alta, dor de cabeça, sangramento, dores musculares, calafrios e olhos vermelhos. No Brasil, cerca de 15 mil casos podem ocorrer por ano