Notícia | IMPEACHMENT

Oposição deve tentar suspender adiar julgamento de Dilma no Senado


O líder do PT no Senado, Humberto Costa, antecipou que vai tentar suspender o julgamento de Dilma desta terça-feira (9)

Publicado em 09/08/2016, às 07:57

Rádio Jornal
Foto: Agência Brasil 

Antes mesmo do início da sessão, que começa por volta das 9h e não tem hora para terminar, a oposição já se prepara para argumentar contra o julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff.

O líder do PT no Senado, Humberto Costa, antecipou que, para ganhar tempo, vai tentar suspender os trabalhos desta terça-feira (9), até que o procurador da República, Rodrigo Janot, se manifeste sobre o pedido par afastar o presidente interino Michel Temer.

Os detalhes na reportagem de Romoaldo de Souza:

Uma reportagem publicada pela revista Veja no final de semana informa que a delação premiada do ex-diretor da construtora Odebrecht cita Michel Temer, então presidente nacional do PMDB, recebendo R$ 10 milhões em dinheiro vivo para patrocinar campanhas do partido em 2012. 

Em nota, Temer confirma ter se encontrado com Marcelo Odebrecht, que pediu recursos da construtora e que o dinheiro foi contabilizado e a prestação de contas aprovada pela Justiça Eleitoral. 

O líder do Democratas, o senador Ronaldo Caiado, ironizou o pedido dos petistas para suspender o julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff. 
A sessão desta terça-feira (9), que só deve terminar na manhã desta quarta-feira (10), vai referendar decisão tomada pela comissão do Impeachment, que aprovou o relatório do senador Antônio Anastasia do PSDB de Minas Gerais indicando que a Dilma cometeu crime de responsabilidade. A votação é por maioria simples e a sessão será comandada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski. 

Recomendados para você

Comentários

Notícia

Oposição deve tentar suspender adiar julgamento de Dilma no Senado



Publicado em 09/08/2016, às 07:57


Rádio Jornal
Foto: Agência Brasil 

Antes mesmo do início da sessão, que começa por volta das 9h e não tem hora para terminar, a oposição já se prepara para argumentar contra o julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff.

O líder do PT no Senado, Humberto Costa, antecipou que, para ganhar tempo, vai tentar suspender os trabalhos desta terça-feira (9), até que o procurador da República, Rodrigo Janot, se manifeste sobre o pedido par afastar o presidente interino Michel Temer.

Os detalhes na reportagem de Romoaldo de Souza:

[uolmais_audio 15954854]

Uma reportagem publicada pela revista Veja no final de semana informa que a delação premiada do ex-diretor da construtora Odebrecht cita Michel Temer, então presidente nacional do PMDB, recebendo R$ 10 milhões em dinheiro vivo para patrocinar campanhas do partido em 2012. 

Em nota, Temer confirma ter se encontrado com Marcelo Odebrecht, que pediu recursos da construtora e que o dinheiro foi contabilizado e a prestação de contas aprovada pela Justiça Eleitoral. 

O líder do Democratas, o senador Ronaldo Caiado, ironizou o pedido dos petistas para suspender o julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff. 
A sessão desta terça-feira (9), que só deve terminar na manhã desta quarta-feira (10), vai referendar decisão tomada pela comissão do Impeachment, que aprovou o relatório do senador Antônio Anastasia do PSDB de Minas Gerais indicando que a Dilma cometeu crime de responsabilidade. A votação é por maioria simples e a sessão será comandada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski.