Notícia | CIDADANIA

Projeto Rádio do Povo marcado pelo descaso do poder público


Durante toda a semana, a equipe da Rádio Jornal, recebeu diversas denúncias sobre o descaso do poder público na comunidade Vale das Pedreiras

Publicado em 23/09/2016, às 19:21

Rádio Jornal
Foto: Edilson Santana / Rádio Jornal

O Projeto Rádio do Povo, realizado há 21 anos pela Rádio Jornal, chegou ao seu 15° atendimento, entre os dias 19 a 23 de setembro. A comunidade Vale das Pedreiras, em Camaragibe, Região Metropolitana do Recide, teve, durante toda a semana, uma série de prestações de serviços.  Ao longo desta edição, foram recebidas várias denúncias do descaso do poder público.

Uma das principais observações dos moradores foi o abandono do reservatório d’água da comunidade. O presidente da Associação dos Moradores, Walderi Gomes, denunciou que o local virou ponto de drogas, prostituição, e até banheiro público.

Outras denúncias foram a construção de uma via alternativa para facilitar o trânsito, que liga o Vale das Pedreiras e Jardim Primavera, e o estado precário em que se encontra o Mercado do Vale das Pedreiras, com dos 30 boxes do estabelecimento, apenas dez estão funcionando. A resposta da Prefeitura de Camaragibe para a Rádio Jornal foi que a partir de outubro, a Secretaria de Obras fará um levantamento do local para a elaboração de projeto e verificação de viabilidade do pleito solicitado.

AÇÕES REALIZADAS

Na segunda-feira (19), primeiro dia de atividades, aconteceu uma palestra sobre educação no trânsito. Após a palestra a equipe começou a coletar as primeiras denúncias dos moradores. No dia seguinte, terça-feira (20), foi realizado um mutirão de corte de cabelo no Senac Social da comunidade. 

No dia 21, houve uma palestra sobre segurança no lar com representantes da Polícia Militar de Pernambuco, por volta das 10h.

Foto: Edilson Santana / Rádio Jornal

No dia 22 as atividades foram voltadas para a saúde com testes de acuidade da visão com uma ótica local. E nesta sexta-feira (23), a equipe da Secretaria de Defesa Social promoveu um momento de cidadania para os moradores da população, emitindo documentos da segunda até a quarta vida do RG.

Recomendados para você

Comentários

Notícia

Projeto Rádio do Povo marcado pelo descaso do poder público



Publicado em 23/09/2016, às 19:21


Rádio Jornal
Foto: Edilson Santana / Rádio Jornal

O Projeto Rádio do Povo, realizado há 21 anos pela Rádio Jornal, chegou ao seu 15° atendimento, entre os dias 19 a 23 de setembro. A comunidade Vale das Pedreiras, em Camaragibe, Região Metropolitana do Recide, teve, durante toda a semana, uma série de prestações de serviços.  Ao longo desta edição, foram recebidas várias denúncias do descaso do poder público.

Uma das principais observações dos moradores foi o abandono do reservatório d’água da comunidade. O presidente da Associação dos Moradores, Walderi Gomes, denunciou que o local virou ponto de drogas, prostituição, e até banheiro público.

Outras denúncias foram a construção de uma via alternativa para facilitar o trânsito, que liga o Vale das Pedreiras e Jardim Primavera, e o estado precário em que se encontra o Mercado do Vale das Pedreiras, com dos 30 boxes do estabelecimento, apenas dez estão funcionando. A resposta da Prefeitura de Camaragibe para a Rádio Jornal foi que a partir de outubro, a Secretaria de Obras fará um levantamento do local para a elaboração de projeto e verificação de viabilidade do pleito solicitado.

AÇÕES REALIZADAS

Na segunda-feira (19), primeiro dia de atividades, aconteceu uma palestra sobre educação no trânsito. Após a palestra a equipe começou a coletar as primeiras denúncias dos moradores. No dia seguinte, terça-feira (20), foi realizado um mutirão de corte de cabelo no Senac Social da comunidade. 

No dia 21, houve uma palestra sobre segurança no lar com representantes da Polícia Militar de Pernambuco, por volta das 10h.

Foto: Edilson Santana / Rádio Jornal

No dia 22 as atividades foram voltadas para a saúde com testes de acuidade da visão com uma ótica local. E nesta sexta-feira (23), a equipe da Secretaria de Defesa Social promoveu um momento de cidadania para os moradores da população, emitindo documentos da segunda até a quarta vida do RG.