Notícia | POLÍTICA

“As pessoas se sentiam abandonadas”, diz Luciana sobre gestão Renildo


A deputada federal e ex-prefeita de Olinda, Luciana Santos (PCdoB) ficou em quarto lugar no pleito em que disputava o terceiro mandato.

Publicado em 04/10/2016, às 13:13

Rádio Jornal
Luiza Falcão
Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem


Em entrevista à Rádio Jornal, a deputada federal e ex-prefeita de Olinda, Luciana Santos (PCdoB), atribuiu o quarto lugar conquistado no último domingo (2) aos erros da gestão do atual prefeito da cidade, Renildo Calheiros, também do PCdoB. O ex-deputado, eleito e reeleito com a ajuda maciça de Luciana, é considerado “persona non grata” na cidade e foi completamente escondido durante a campanha eleitoral.

Além do desgaste político na cidade, a deputada atribui a baixa votação ao momento político. "Ganhamos todas as eleições no primeiro turno em Olinda, desde a minha reeleição. Não posso deixar de reconhecer que a fadiga de material pesou muito", disse. Ouça a entrevista completa:

ERROS DE GESTÃO

"É óbvio que nós cometemos erros, mas a gestão também não soube se comunicar. A obra da Avenida Presidente Kennendy não é nossa, mas a Prefeitura paga o pato por isso. As enchentes também de Jardim Fragoso não são coisa nossa, mas não dá tempo de explicar isso em 45 dias", disse a ex-prefeita em entrevista exclusiva, se referindo a duas obras realizadas pelo Governo do Estado. “As pessoas se sentiam abandonadas e me diziam isso", completou, se referindo à gestão do sucessor Renildo.

ELEIÇÕES 2016

A deputada federal Luciana Santos governou a cidade de 2001-2004 e de 2005-2008. Na eleição municipal de 2016, ela ficou em quarto lugar com 16,57%. A primeira colocação ficou com o candidato do PSB, o escritor e irmão do ex-governador Eduardo Campos, Antônio Campos, que recebeu 28,17% dos votos. O segundo lugar foi ocupado pelo deputado estadual Lupércio do Nascimento (SD), com 23,38%. 

A terceira colocação ficou com Izabel Urquiza (PSDB), que alcançou 18,40%. A quinta colocada foi a deputada estadual Teresa Leitão (PT), que somou 5,94%. Os outros quatro candidatos somaram 7,54% dos votos válidos.

Leia também: "Liderei até a última semana", diz ex-prefeita de Olinda Luciana Santos

Recomendados para você

Publicidade

Comentários

Notícia

“As pessoas se sentiam abandonadas”, diz Luciana sobre gestão Renildo



Publicado em 04/10/2016, às 13:13


Rádio Jornal
Luiza Falcão
Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem


Em entrevista à Rádio Jornal, a deputada federal e ex-prefeita de Olinda, Luciana Santos (PCdoB), atribuiu o quarto lugar conquistado no último domingo (2) aos erros da gestão do atual prefeito da cidade, Renildo Calheiros, também do PCdoB. O ex-deputado, eleito e reeleito com a ajuda maciça de Luciana, é considerado “persona non grata” na cidade e foi completamente escondido durante a campanha eleitoral.

Além do desgaste político na cidade, a deputada atribui a baixa votação ao momento político. "Ganhamos todas as eleições no primeiro turno em Olinda, desde a minha reeleição. Não posso deixar de reconhecer que a fadiga de material pesou muito", disse. Ouça a entrevista completa:

[uolmais_audio 16015521]

ERROS DE GESTÃO

"É óbvio que nós cometemos erros, mas a gestão também não soube se comunicar. A obra da Avenida Presidente Kennendy não é nossa, mas a Prefeitura paga o pato por isso. As enchentes também de Jardim Fragoso não são coisa nossa, mas não dá tempo de explicar isso em 45 dias", disse a ex-prefeita em entrevista exclusiva, se referindo a duas obras realizadas pelo Governo do Estado. “As pessoas se sentiam abandonadas e me diziam isso", completou, se referindo à gestão do sucessor Renildo.

ELEIÇÕES 2016

A deputada federal Luciana Santos governou a cidade de 2001-2004 e de 2005-2008. Na eleição municipal de 2016, ela ficou em quarto lugar com 16,57%. A primeira colocação ficou com o candidato do PSB, o escritor e irmão do ex-governador Eduardo Campos, Antônio Campos, que recebeu 28,17% dos votos. O segundo lugar foi ocupado pelo deputado estadual Lupércio do Nascimento (SD), com 23,38%. 

A terceira colocação ficou com Izabel Urquiza (PSDB), que alcançou 18,40%. A quinta colocada foi a deputada estadual Teresa Leitão (PT), que somou 5,94%. Os outros quatro candidatos somaram 7,54% dos votos válidos.

Leia também: "Liderei até a última semana", diz ex-prefeita de Olinda Luciana Santos