Notícia | TENTATIVA DE FEMINICÍDIO

Homem é preso após amarrar e tentar atear fogo em ex-companheira


Marconi Isaltino José da Silva, de 29 anos, foi preso por tentativa de feminícidio. Ele amarrou a ex-companheira à cama e jogou álcool no corpo dela. A vítima conseguiu fugir

Publicado em 11/01/2017, às 15:13

Rádio Jornal
Foto: Suellen Fernandes/ Rádio Jornal


A Polícia Civil prendeu um homem por tentativa de feminicídio em Olinda. Marconi Isaltino José da Silva. de 29 anos, foi preso após tentar matar a ex-companheira, Edjane Gonçalves Carneiro, de 42. Ele não aceitou o fim do relacionamento e amarrou a mulher a um lençol e jogou álcool nela para queimá-la viva. 

Edjane prestou queixa contra ele no ano passado, mas tentou retirar a queixa com medo. Foi quando ele tentou cometer este crime em dezembro do ano passado e ela pediu amparo à polícia. 

A vítima fugiu quando o homem procurou um isqueiro para atirar contra o corpo ensopado de álcool da mulher. 

Um pedido de prisão preventiva foi emitido e ele foi preso nesta quarta-feira (11), no bairro de Jardim Uchoa, Zona Oeste do Recife, quando dava banho de sol em passarinhos.

Ameaças 

Ela estava sendo ameaçada, recebendo ligações de parentes dele dizendo Marconi a estava perseguindo e ela seria morta no fim de semana. O agressor já tinha sido preso por assaltos e outros crimes e respondia em liberdade. 

Violência que se repete

Ele foi enquadrado por tentativa de feminicídio. Ele vai ser encaminhado para o Cotel, em Abreu e Lima, e pode pegar 12 anos de reclusão.

O delegado titular da Delegacia de Peixinhos, Gilmar Rodrigues, disse que já é a quinta ocorrência que ele atende só esse ano em que o homem não aceita o fim do relacionamento e tenta matar a mulher. 

Ouça a entrevista do delegado:

Recomendados para você

Comentários

Notícia

Homem é preso após amarrar e tentar atear fogo em ex-companheira



Publicado em 11/01/2017, às 15:13


Rádio Jornal
Foto: Suellen Fernandes/ Rádio Jornal


A Polícia Civil prendeu um homem por tentativa de feminicídio em Olinda. Marconi Isaltino José da Silva. de 29 anos, foi preso após tentar matar a ex-companheira, Edjane Gonçalves Carneiro, de 42. Ele não aceitou o fim do relacionamento e amarrou a mulher a um lençol e jogou álcool nela para queimá-la viva. 

Edjane prestou queixa contra ele no ano passado, mas tentou retirar a queixa com medo. Foi quando ele tentou cometer este crime em dezembro do ano passado e ela pediu amparo à polícia. 

A vítima fugiu quando o homem procurou um isqueiro para atirar contra o corpo ensopado de álcool da mulher. 

Um pedido de prisão preventiva foi emitido e ele foi preso nesta quarta-feira (11), no bairro de Jardim Uchoa, Zona Oeste do Recife, quando dava banho de sol em passarinhos.

Ameaças 

Ela estava sendo ameaçada, recebendo ligações de parentes dele dizendo Marconi a estava perseguindo e ela seria morta no fim de semana. O agressor já tinha sido preso por assaltos e outros crimes e respondia em liberdade. 

Violência que se repete

Ele foi enquadrado por tentativa de feminicídio. Ele vai ser encaminhado para o Cotel, em Abreu e Lima, e pode pegar 12 anos de reclusão.

O delegado titular da Delegacia de Peixinhos, Gilmar Rodrigues, disse que já é a quinta ocorrência que ele atende só esse ano em que o homem não aceita o fim do relacionamento e tenta matar a mulher. 

Ouça a entrevista do delegado:

[uolmais_audio 16112530]