Notícia | POLÍTICA

Senado aprova legalização da vaquejada


Depois da aprovação pelo Senado, a PEC segue para análise da Câmara

Publicado em 14/02/2017, às 18:51

Rádio Jornal
Foto: Reprodução

O Senado aprovou nesta terça-feira (14), em primeiro e segundo turno, uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) apresentada por Otto Alencar (PSD-BA) que torna legal a prática da vaquejada.

»Temer sanciona lei que transforma vaquejada em patrimônio cultural
»Projeto de lei torna vaquejada como manifestação cultural

Com a aprovação, o texto segue para análise da Câmara, onde também deverá ser analisado em dois turnos. Para ser determinada, é necessário que, pelo menos, três quintos dos deputados (308 dos 513) sejam favoráveis a emenda.

Para mais detalhes confira o flash de Romoaldo de Souza: 

Segundo a PEC: "não são cruéis as práticas desportivas que utilizem animais, desde que sejam manifestações culturais".

POLÊMICA

Em outrubo de 2016, o Supremo Tribunal Federal derrubou uma lei do Ceará que regulamentava a prática da vaquejada, por entender que a atividade impõe sofrimento aos animais e fere os princípios constitucionais de preservação do meio ambiente.

»“Atividade não pode ser banida", diz defensor de vaquejada em protesto
»Vaqueiros de todo estado protestam no Recife contra decisão do STF
»Vaqueiros também se reúnem em Garanhuns para apoiar a vaquejada

Na vaquejada, um boi é solto em uma pista e dois vaqueiros, montados em cavalos, tentam derrubar o animal pelo rabo.

Recomendados para você

Comentários

Notícia

Senado aprova legalização da vaquejada



Publicado em 14/02/2017, às 18:51


Rádio Jornal
Foto: Reprodução

O Senado aprovou nesta terça-feira (14), em primeiro e segundo turno, uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) apresentada por Otto Alencar (PSD-BA) que torna legal a prática da vaquejada.

»Temer sanciona lei que transforma vaquejada em patrimônio cultural
»Projeto de lei torna vaquejada como manifestação cultural

Com a aprovação, o texto segue para análise da Câmara, onde também deverá ser analisado em dois turnos. Para ser determinada, é necessário que, pelo menos, três quintos dos deputados (308 dos 513) sejam favoráveis a emenda.

Para mais detalhes confira o flash de Romoaldo de Souza: 
[uolmais_audio 16139740]

Segundo a PEC: "não são cruéis as práticas desportivas que utilizem animais, desde que sejam manifestações culturais".

POLÊMICA

Em outrubo de 2016, o Supremo Tribunal Federal derrubou uma lei do Ceará que regulamentava a prática da vaquejada, por entender que a atividade impõe sofrimento aos animais e fere os princípios constitucionais de preservação do meio ambiente.

»“Atividade não pode ser banida", diz defensor de vaquejada em protesto
»Vaqueiros de todo estado protestam no Recife contra decisão do STF
»Vaqueiros também se reúnem em Garanhuns para apoiar a vaquejada

Na vaquejada, um boi é solto em uma pista e dois vaqueiros, montados em cavalos, tentam derrubar o animal pelo rabo.