Interior | CORRUPÇÃO

Polícia Federal deflagra Operação Cosa Nostra em Pernambuco


São alvos prefeituras de cidades do Agreste suspeitas de participar de processos de fraude de licitações

Publicado em 15/02/2017, às 07:25

Rebeca Montenegro
Rádio Jornal
Foto: Divulgação/Polícia Federal


A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quarta-feira (15) a operação denominada "Cosa Nostra", com o objetivo de desarticular uma organização criminosa envolvendo várias prefeituras de municípios do Agreste do Estado. A ação tem o apoio do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria Geral da União (CGU), além do Tribunal de Contas do Estado (TCE/PE).

Com um efetivo de 70 policiais federais e 10 membros da CGU, a operação está dando cumprimento desde o início desta manhã a 17 mandados de busca e apreensão, distribuídos entre as prefeituras dos municípios de Agrestina (3), Caruaru (6), Garanhuns (7) e São João (1). Entre os materiais apreendidos estão documentos, planilhas e computadores.

Histórico


As investigações da PF tiveram início em junho de 2016 e identificaram diversas irregularidades envolvendo a contratação de empresas pelas administrações dos municípios. O esquema contava com a participação de agentes públicos para fraudar processos licitatórios. Os valores de recursos públicos destinados às empresas investigadas, de modo a beneficiar políticos, parentes e empresários, giram em torno de R$ 100 milhões.

Além dos mandados de busca e apreensão, estão sendo indiciadas oito pessoas suspeitas, entre políticos, representantes de empresas e servidores públicos. Os suspeitos vão ser indiciados pelos crimes de frustração de caráter competitivo de licitação, fraude na contratação e corrupção ativa e passiva de responsabilidade. Juntas, as penas somam mais de 30 anos de reclusão.

Confira as reportagens de Berg Santos e Eduardo Peixoto, da Rádio Jornal em Caruaru e Garanhuns, respectivamente, sobre o clima nas cidades do Agreste com a operação desta manhã:

Recomendados para você

Publicidade

Comentários

Interior

Polícia Federal deflagra Operação Cosa Nostra em Pernambuco



Publicado em 15/02/2017, às 07:25


Rebeca Montenegro
Rádio Jornal
Foto: Divulgação/Polícia Federal


A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quarta-feira (15) a operação denominada "Cosa Nostra", com o objetivo de desarticular uma organização criminosa envolvendo várias prefeituras de municípios do Agreste do Estado. A ação tem o apoio do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria Geral da União (CGU), além do Tribunal de Contas do Estado (TCE/PE).

Com um efetivo de 70 policiais federais e 10 membros da CGU, a operação está dando cumprimento desde o início desta manhã a 17 mandados de busca e apreensão, distribuídos entre as prefeituras dos municípios de Agrestina (3), Caruaru (6), Garanhuns (7) e São João (1). Entre os materiais apreendidos estão documentos, planilhas e computadores.

Histórico


As investigações da PF tiveram início em junho de 2016 e identificaram diversas irregularidades envolvendo a contratação de empresas pelas administrações dos municípios. O esquema contava com a participação de agentes públicos para fraudar processos licitatórios. Os valores de recursos públicos destinados às empresas investigadas, de modo a beneficiar políticos, parentes e empresários, giram em torno de R$ 100 milhões.

[uolmais_audio 16140055]

Além dos mandados de busca e apreensão, estão sendo indiciadas oito pessoas suspeitas, entre políticos, representantes de empresas e servidores públicos. Os suspeitos vão ser indiciados pelos crimes de frustração de caráter competitivo de licitação, fraude na contratação e corrupção ativa e passiva de responsabilidade. Juntas, as penas somam mais de 30 anos de reclusão.

Confira as reportagens de Berg Santos e Eduardo Peixoto, da Rádio Jornal em Caruaru e Garanhuns, respectivamente, sobre o clima nas cidades do Agreste com a operação desta manhã:

[uolmais_audio 16140124]

[uolmais_audio 16140125]