Interior | VIOLÊNCIA

Empresária sofre sequestro relâmpago em Caruaru


Dona de joalherias estava em companhia da mãe quando foi abordada por criminosos

Publicado em 24/02/2017, às 08:58

Rádio Jornal
Rebeca Montenegro

Foto: Reprodução

Uma empresária proprietária de duas joalherias, de 50 anos, e a mãe dela, 72, foram vítimas de um sequestro relâmpago nessa quinta-feira (23), no bairro de São Francisco, em Caruaru, Agreste do Estado.

As mulheres estavam de carro quando foram abordadas por dois homens a pé. Eles estavam vestidos com uniformes da Polícia Civil e levaram as vítimas até a casa da empresária, onde encontraram mais dois membros da quadrilha, que aguardavam no local. Os criminosos exigiram dinheiro, jóias e as chaves das lojas.



Troca de tiros


Percebendo uma movimentação estranha, um vizinho da empresária telefonou para um policial militar que mora nas redondezas. Chegando ao local, o PM trocou tiros com os criminosos, que conseguiram fugir com as vítimas em um carro.

As mulheres foram deixadas no bairro Baraúna, enquanto o veículo foi encontrado abandonado na BR-232. De acordo com o delegado Bruno Bezerra, as investigações continuam e um dos suspeitos pode ser menor de idade. Até o momento, ninguém foi preso. Confira mais detalhes na reportagem de Berg Santos:

Recomendados para você

Comentários

Interior

Empresária sofre sequestro relâmpago em Caruaru



Publicado em 24/02/2017, às 08:58


Rádio Jornal
Rebeca Montenegro

[IMAGEM]

Uma empresária proprietária de duas joalherias, de 50 anos, e a mãe dela, 72, foram vítimas de um sequestro relâmpago nessa quinta-feira (23), no bairro de São Francisco, em Caruaru, Agreste do Estado.

As mulheres estavam de carro quando foram abordadas por dois homens a pé. Eles estavam vestidos com uniformes da Polícia Civil e levaram as vítimas até a casa da empresária, onde encontraram mais dois membros da quadrilha, que aguardavam no local. Os criminosos exigiram dinheiro, jóias e as chaves das lojas.

Troca de tiros


Percebendo uma movimentação estranha, um vizinho da empresária telefonou para um policial militar que mora nas redondezas. Chegando ao local, o PM trocou tiros com os criminosos, que conseguiram fugir com as vítimas em um carro.

As mulheres foram deixadas no bairro Baraúna, enquanto o veículo foi encontrado abandonado na BR-232. De acordo com o delegado Bruno Bezerra, as investigações continuam e um dos suspeitos pode ser menor de idade. Até o momento, ninguém foi preso. Confira mais detalhes na reportagem de Berg Santos:

[uolmais_audio 16148157]