Escrete de Ouro | COPA DO NORDESTE

Náutico vence Santa por 1x0 e mantém esperança de classificação


Náutico tem agora 7 pontos contra 10 do Santa, que caiu para a vice. Tricolor precisa agora de um empate, enquanto alvirrubro torce por tropeço de rivais

Publicado em 12/03/2017, às 18:06

Rádio Jornal
Rafael Souza

Clássico acirrado termina em vitória do Náutico por 1x0.
Foto: Bobby Fabsak / JC Imagem

O Náutico colocou "água no chope" do Santa Cruz no Clássico das Emoções deste domingo (12). No dia do aniversário das cidades irmãs, quem se deu melhor foi o alvirrubro, que venceu o tricolor por 1x0 na Arena de Pernambuco e mantém viva a esperança de se classificar para as quartas de final da Copa do Nordeste 2017. Já o Santa Cruz viu frustrado o objetivo de se classificar por antecipação, assim como aconteceu com o Sport neste sábado (11).

Escute o gol da vitória alvirrubra na narração do "garganta de aço", Roberto Queiroz, do Escrete de Ouro da Rádio Jornal.

PRIMEIRO TEMPO: NÁUTICO PRESSIONA

A partida começou com um Náutico com fome de bola. Para conter os alvirrubros, o Santa levou o primeiro cartão amarelo da partida, bem no início, para Jaime que derrubou Alison na entrada de área. As tentativas se intensificaram, com faltas bem perigosas para o lado do Náutico. Uma dessas cobranças, feita por Marco Aurélio, chegou tão perto de balançar a rede que provocou até grito de gol de alguns torcedores na Arena.

Aos 17 minutos do primeiro tempo, de tanto tentar, o Náutico conseguiu e abriu o placar pelos pés de Nirley, que tinha acabado de entrar em campo. O gol deu segurança ao Náutico e provocou reação do Santa Cruz, que se tornou um pouco mais ofensivo. O Santa cobrou mais duas faltas perigosas ainda no primeiro tempo, mas a equipe tricolor foi marcada pela falta de articulação e por um comando confuso.



Gol da vitória veio pelos pés de Nirlei, que tinha acabado de entrar no jogo.
Foto: Bobby Fabsak / JC Imagem

SEGUNDO TEMPO: ESTABILIDADE E MARASMO

Sem muitos perigos, o segundo tempo foi marcado pela retranca do Náutico e as tentativas do Santa de empatar o jogo. O argentino Facundo Parra entrou no lugar de Thomás. A partida foi marcada por contusões e pela maca em campo, o que levou o jogo a ter cinco minutos de acréscimo. Apesar de tensão nos últimos minutos com a pressão do Santa, o Náutico conseguiu se segurar e conseguiu uma valiosa vitória na luta pela classificação para as quartas de final do Nordestão.

PRÓXIMOS JOGOS: FAZENDO AS CONTAS

Com a vitória, o Náutico sobe para 7 pontos e continua em terceiro lugar, mas não está fora da briga pela classificação na Copa do Nordeste. O clube alvirrubro precisa agora vencer mais uma e torcer pelo tropeço dos rivais. O Campinense (PB) assume a liderança do grupo A, com 11 pontos, seguido pelo Santa Cruz, que tem 10 e escorregou para o segundo lugar. Apenas os líderes de cada um dos cinco grupos e os três melhores segundo lugares passam de fase.

O Náutico enfrenta na quarta-feira (22) o Uniclinic, que está em último lugar, no Estádio Presidente Vargas (CE). Já o Santa Cruz encara o Campinense (PB), que está em primeiro lugar no grupo. O jogo acontece no mesmo dia, no Arruda. Para o tricolor, que tem 10 pontos, um empate já é o suficiente para seguir no Nordestão.

O Clássico das Emoções deste domingo, na Arena de Pernambuco, teve público de 6.692 torcedores, com uma renda de R$ 85.950.

Fonte: Rádio Jornal

Recomendados para você

Comentários

Escrete de Ouro

Náutico vence Santa por 1x0 e mantém esperança de classificação



Publicado em 12/03/2017, às 18:06


Rádio Jornal
Rafael Souza

[IMAGEM]

O Náutico colocou "água no chope" do Santa Cruz no Clássico das Emoções deste domingo (12). No dia do aniversário das cidades irmãs, quem se deu melhor foi o alvirrubro, que venceu o tricolor por 1x0 na Arena de Pernambuco e mantém viva a esperança de se classificar para as quartas de final da Copa do Nordeste 2017. Já o Santa Cruz viu frustrado o objetivo de se classificar por antecipação, assim como aconteceu com o Sport neste sábado (11).

Escute o gol da vitória alvirrubra na narração do "garganta de aço", Roberto Queiroz, do Escrete de Ouro da Rádio Jornal.

[uolmais_audio 16161895]

PRIMEIRO TEMPO: NÁUTICO PRESSIONA

A partida começou com um Náutico com fome de bola. Para conter os alvirrubros, o Santa levou o primeiro cartão amarelo da partida, bem no início, para Jaime que derrubou Alison na entrada de área. As tentativas se intensificaram, com faltas bem perigosas para o lado do Náutico. Uma dessas cobranças, feita por Marco Aurélio, chegou tão perto de balançar a rede que provocou até grito de gol de alguns torcedores na Arena.

Aos 17 minutos do primeiro tempo, de tanto tentar, o Náutico conseguiu e abriu o placar pelos pés de Nirley, que tinha acabado de entrar em campo. O gol deu segurança ao Náutico e provocou reação do Santa Cruz, que se tornou um pouco mais ofensivo. O Santa cobrou mais duas faltas perigosas ainda no primeiro tempo, mas a equipe tricolor foi marcada pela falta de articulação e por um comando confuso.

[IMAGEM2]

SEGUNDO TEMPO: ESTABILIDADE E MARASMO

Sem muitos perigos, o segundo tempo foi marcado pela retranca do Náutico e as tentativas do Santa de empatar o jogo. O argentino Facundo Parra entrou no lugar de Thomás. A partida foi marcada por contusões e pela maca em campo, o que levou o jogo a ter cinco minutos de acréscimo. Apesar de tensão nos últimos minutos com a pressão do Santa, o Náutico conseguiu se segurar e conseguiu uma valiosa vitória na luta pela classificação para as quartas de final do Nordestão.

PRÓXIMOS JOGOS: FAZENDO AS CONTAS

Com a vitória, o Náutico sobe para 7 pontos e continua em terceiro lugar, mas não está fora da briga pela classificação na Copa do Nordeste. O clube alvirrubro precisa agora vencer mais uma e torcer pelo tropeço dos rivais. O Campinense (PB) assume a liderança do grupo A, com 11 pontos, seguido pelo Santa Cruz, que tem 10 e escorregou para o segundo lugar. Apenas os líderes de cada um dos cinco grupos e os três melhores segundo lugares passam de fase.

O Náutico enfrenta na quarta-feira (22) o Uniclinic, que está em último lugar, no Estádio Presidente Vargas (CE). Já o Santa Cruz encara o Campinense (PB), que está em primeiro lugar no grupo. O jogo acontece no mesmo dia, no Arruda. Para o tricolor, que tem 10 pontos, um empate já é o suficiente para seguir no Nordestão.

O Clássico das Emoções deste domingo, na Arena de Pernambuco, teve público de 6.692 torcedores, com uma renda de R$ 85.950.

Fonte: Rádio Jornal