Notícia | INVESTIGAÇÕES

Pai da menina Beatriz fala sobre imagens divulgadas do suspeito


As imagens foram divulgadas pela Polícia Civil, em coletiva de imprensa na Secretaria de Defesa Social, nesta quarta-feira (15). A menina Beatriz foi morta no ano de 2015

Publicado em 15/03/2017, às 20:56

Rádio Jornal

Imagem/Leonardo Vasconcelos

Em entrevista concedida ao Jornal do Commercio, Sandro Romilton, pai de menina Beatriz Angélica Mota, que foi assassinada em dezembro de 2015, falou sobre imagens do autor do crime divulgadas pela delegada Gleide Ângelo, em coletiva realizada na Secretaria de Defesa Social, nesta quarta-feira (15). O pai da criança disse que recebeu a notícia com entusiasmo. “Agora nós temos uma imagem, temos uma fisionomia, nós temos o vídeo da pessoa passando na rua... A gente sempre recebe essas notícias com entusiasmo”, disse o pai da garota.

Ouça os detalhes com Leonardo Vasconcelos:  

O caso

Beatriz foi brutalmente assassinada com cerca de 42 facas enquanto acontecia uma solenidade de formatura das turmas do terceiro ano da Escola Nossa Senhora Maria Auxiliadora, no centro de Petrolina. O crime ocorreu dentro de da quadra poliesportiva da instituição de ensino.



 A festa contava com a participação de aproximadamente 2.500 pessoas. O pai da menina pediu o apoio da população para a disseminação das imagens. “A gente precisa ter justiça, precisa ir atrás desse cara, essa cara precisa ser julgado, precisa ser condenado”, concluiu.

Sandro Romilton fala sobre como recebeu a notícia. Confira no Vídeo:

 Veja ainda o relato, emocionado, dele:

 O suspeito

No dia do crime, o homem vestia uma camisa polo e se fez de flanelinha antes de executar a criança. Os detalhes sobre o assassinato de Beatriz Mota foram apresentados pela delegada Gleide Ângelo. “Esse homem premeditou o crime, que esse homem chega lá e se faz de flanelinha. Ele fica duas horas como flanelinha, sem uma flanela na mão e bem vestido. Tiveram pessoas que pararam, deram dinheiro a ele, ele estacionou, pessoas tiveram contato com ele e essas podem nos ajudar”, pediu a delegada.

 

 

Recomendados para você

Comentários

Notícia

Pai da menina Beatriz fala sobre imagens divulgadas do suspeito



Publicado em 15/03/2017, às 20:56


Rádio Jornal

[IMAGEM]

Em entrevista concedida ao Jornal do Commercio, Sandro Romilton, pai de menina Beatriz Angélica Mota, que foi assassinada em dezembro de 2015, falou sobre imagens do autor do crime divulgadas pela delegada Gleide Ângelo, em coletiva realizada na Secretaria de Defesa Social, nesta quarta-feira (15). O pai da criança disse que recebeu a notícia com entusiasmo. “Agora nós temos uma imagem, temos uma fisionomia, nós temos o vídeo da pessoa passando na rua... A gente sempre recebe essas notícias com entusiasmo”, disse o pai da garota.

Ouça os detalhes com Leonardo Vasconcelos:  

[uolmais_audio 16164932]

O caso

Beatriz foi brutalmente assassinada com cerca de 42 facas enquanto acontecia uma solenidade de formatura das turmas do terceiro ano da Escola Nossa Senhora Maria Auxiliadora, no centro de Petrolina. O crime ocorreu dentro de da quadra poliesportiva da instituição de ensino.

 A festa contava com a participação de aproximadamente 2.500 pessoas. O pai da menina pediu o apoio da população para a disseminação das imagens. “A gente precisa ter justiça, precisa ir atrás desse cara, essa cara precisa ser julgado, precisa ser condenado”, concluiu.

Sandro Romilton fala sobre como recebeu a notícia. Confira no Vídeo:

 Veja ainda o relato, emocionado, dele:

 O suspeito

No dia do crime, o homem vestia uma camisa polo e se fez de flanelinha antes de executar a criança. Os detalhes sobre o assassinato de Beatriz Mota foram apresentados pela delegada Gleide Ângelo. “Esse homem premeditou o crime, que esse homem chega lá e se faz de flanelinha. Ele fica duas horas como flanelinha, sem uma flanela na mão e bem vestido. Tiveram pessoas que pararam, deram dinheiro a ele, ele estacionou, pessoas tiveram contato com ele e essas podem nos ajudar”, pediu a delegada.