Notícia | SEGURANÇA

Fuga de 11 internos gera tumulto na Funase de Vitória de Santo Antão


Em menos de 24 horas mais uma Funase do estado registra tumulto com seus internos

Publicado em 20/03/2017, às 20:39

Rádio Jornal

Foto: Reprodução / Internet

Foi registrado na tarde desta segunda-feira (20) um tumulto no Centro de Atendimento Socioeducativo Vitória de Santo Antão. O fato se deu devido à fuga de 11 internos.

Em nota a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) disse que Polícia Militar foi acionada e fez buscas nas redondezas. Um Boletim de Ocorrência foi registrado na Delegacia de Polícia e o caso agora fica sob responsabilidade da Polícia Civil. A Funase vai abrir uma Sindicância para apurar o fato.

REBELIÃO ABREU E LIMA

Os internos da Funase de Abreu e Lima atearam fogo em colchões e assassinaram um adolescente de 17 anos, durante uma rebelião, na noite do último domingo (19). O Corpo de Bombeiros e o Batalhão de Choque foram acionados. Horas após a situação já estava normalizada.



Este é o segundo motim no Case só neste ano. A unidade da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) de Abreu e Lima tem capacidade para 98 internos, mas abriga quase o dobro.

» Funase identifica suspeitos de matar menor no Case de Abreu e Lima

A Fundação de Atendimento Socioeducativo informou que a corregedoria do órgão vai apurar as causas e possíveis responsabilidades pela rebelião. Dez adolescentes que estavam envolvidos na morte do reeducando foram identificados e seguiram para o Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa. Dois maiores de idade foram encaminhados para o Cotel. Não houve feridos e nenhum adolescente conseguiu fugir.


Recomendados para você

Publicidade

Comentários

Notícia

Fuga de 11 internos gera tumulto na Funase de Vitória de Santo Antão



Publicado em 20/03/2017, às 20:39


Rádio Jornal

[IMAGEM]

Foi registrado na tarde desta segunda-feira (20) um tumulto no Centro de Atendimento Socioeducativo Vitória de Santo Antão. O fato se deu devido à fuga de 11 internos.

Em nota a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) disse que Polícia Militar foi acionada e fez buscas nas redondezas. Um Boletim de Ocorrência foi registrado na Delegacia de Polícia e o caso agora fica sob responsabilidade da Polícia Civil. A Funase vai abrir uma Sindicância para apurar o fato.

REBELIÃO ABREU E LIMA

Os internos da Funase de Abreu e Lima atearam fogo em colchões e assassinaram um adolescente de 17 anos, durante uma rebelião, na noite do último domingo (19). O Corpo de Bombeiros e o Batalhão de Choque foram acionados. Horas após a situação já estava normalizada.

Este é o segundo motim no Case só neste ano. A unidade da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) de Abreu e Lima tem capacidade para 98 internos, mas abriga quase o dobro.

» Funase identifica suspeitos de matar menor no Case de Abreu e Lima

A Fundação de Atendimento Socioeducativo informou que a corregedoria do órgão vai apurar as causas e possíveis responsabilidades pela rebelião. Dez adolescentes que estavam envolvidos na morte do reeducando foram identificados e seguiram para o Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa. Dois maiores de idade foram encaminhados para o Cotel. Não houve feridos e nenhum adolescente conseguiu fugir.