Notícia | INSEGURANÇA

População está aflita com violência após homicídio na orla de Olinda


Homem foi morto na orla de Olinda neste domingo, em plena luz do dia. População relata cenas frequentes de violência no local

Publicado em 20/03/2017, às 17:28

Rádio Jornal

Foto: Marcela Maranhão/ Rádio Jornal

Depois de um homem ter sido assassinado, na tarde deste domingo (19), na praia de Bairro Novo, em Olinda, a população segue com medo da violência. Edmilson Gomes, que trabalha como garçom em um restaurante que fica na orla de Bairro Novo, conta que a violência é presenciada por ele logo de manhã cedo, quando ele vem de ônibus até o seu local de trabalho até o fim da tarde que, de acordo com ele, é o horário mais perigoso aqui na orla.

Já Marco Carvalho, que mora em Olinda desde os anos 60, avalia que a violência se concentra em determinadas áreas da cidade, enquanto outras são mais tranquilas. 

Confira os detalhes no flash de Marcela Maranhão:

 

Entenda o caso

De acordo com a Polícia Militar, o homem que foi assassinado estava bebendo na praia, com dois amigos, quando foi baleado por um atirador que chegou ao local em uma moto. Esse homem foi preso, mas ainda no domingo surgiram rumores de que um segundo suspeito de ter participado do crime teria conseguido fugir. No entanto, a polícia não confirmou essa informação.



Não se sabe ainda o que motivou o crime, apenas que a vítima teria ligação com o tráfico de drogas e histórico de envolvimento com outros crimes.

Esse já não é o primeiro homicídio que assustou os frequentadores da praia de Bairro Novo esse ano. No dia 29 de janeiro, outro homem foi morto a tiros depois de se envolver em uma discussão perto de um quiosque localizado num local perto da orla.


Recomendados para você

Publicidade

Comentários

Notícia

População está aflita com violência após homicídio na orla de Olinda



Publicado em 20/03/2017, às 17:28


Rádio Jornal

[IMAGEM]

Depois de um homem ter sido assassinado, na tarde deste domingo (19), na praia de Bairro Novo, em Olinda, a população segue com medo da violência. Edmilson Gomes, que trabalha como garçom em um restaurante que fica na orla de Bairro Novo, conta que a violência é presenciada por ele logo de manhã cedo, quando ele vem de ônibus até o seu local de trabalho até o fim da tarde que, de acordo com ele, é o horário mais perigoso aqui na orla.

Já Marco Carvalho, que mora em Olinda desde os anos 60, avalia que a violência se concentra em determinadas áreas da cidade, enquanto outras são mais tranquilas. 

Confira os detalhes no flash de Marcela Maranhão:

[uolmais_audio 16168739] 

Entenda o caso

De acordo com a Polícia Militar, o homem que foi assassinado estava bebendo na praia, com dois amigos, quando foi baleado por um atirador que chegou ao local em uma moto. Esse homem foi preso, mas ainda no domingo surgiram rumores de que um segundo suspeito de ter participado do crime teria conseguido fugir. No entanto, a polícia não confirmou essa informação.

Não se sabe ainda o que motivou o crime, apenas que a vítima teria ligação com o tráfico de drogas e histórico de envolvimento com outros crimes.

Esse já não é o primeiro homicídio que assustou os frequentadores da praia de Bairro Novo esse ano. No dia 29 de janeiro, outro homem foi morto a tiros depois de se envolver em uma discussão perto de um quiosque localizado num local perto da orla.