Notícia | CASO MIRELLA

Assassino de fisioterapeuta abordava outras mulheres, diz vizinho


Edvan Luiz está preso pelo assassinato da fisioterapeuta Mirella Sena. Vizinho diz que homem costumava abordar mulheres na piscina do prédio

Publicado em 07/04/2017, às 15:35

Rádio Jornal

Edvan está preso no Cotel, em Abreu e Lima
Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem

No bairro de Brasília Teimosa, na Zona Sul do Recife, a notícia de que o comerciante Edvan Luiz da Silva, de 32 anos, apontado pela polícia como autor da morte da fisioterapeuta Tássia Mirella Sena, de 28 anos, deixou os moradores surpresos.

Criado durante a adolescência na Rua Arabaiana, o homem sempre teve fama de boa pessoa na comunidade que morava. Filho de um casal de comerciantes, Edvan também administrava uma loja de cosméticos em Brasília Teimosa. E segundo relatos de vizinhos da família ele mantinha um bom relacionamento com todos.

No local onde Edvan assassinou a jovem, um flat de classe média alta no bairro de Boa Viagem o suspeito morava há seis meses. De acordo com um morador do prédio que preferiu não ser identificado o autor do crime demonstrava tranquilidade. O morador também relatou que mulheres do flat teriam sido abordadas pelo suspeito que chegava a oferecer drogas.



Confira os detalhes na reportagem de Juliana Oliveira:

Relembre o caso

Tássia Mirella foi brutalmente assassina por Edvan
Foto: Reprodução/ Facebook

Tássia Mirella foi estuprada e morta por Edvan Luiz na manhã da última quarta-feira (5). De acordo com a polícia, a moça chegou a lutar com o suspeito que friamente degolou a fisioterapeuta. Edvan Luiz foi autuado em flagrante e encaminhado ao Cotel pelo crime de homicídio triplamente qualificado.

A polícia pretende concluir o inquérito no prazo de dez dias. Os pais da jovem irão prestar depoimento na tarde desta sexta-feira (7) no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Parentes e amigos de Mirella irão realizar um protesto na Avenida Boa Viagem, no próximo domingo (2), pedindo justiça para o caso.


Recomendados para você

Publicidade

Comentários

Notícia

Assassino de fisioterapeuta abordava outras mulheres, diz vizinho



Publicado em 07/04/2017, às 15:35


Rádio Jornal

[IMAGEM]

No bairro de Brasília Teimosa, na Zona Sul do Recife, a notícia de que o comerciante Edvan Luiz da Silva, de 32 anos, apontado pela polícia como autor da morte da fisioterapeuta Tássia Mirella Sena, de 28 anos, deixou os moradores surpresos.

Criado durante a adolescência na Rua Arabaiana, o homem sempre teve fama de boa pessoa na comunidade que morava. Filho de um casal de comerciantes, Edvan também administrava uma loja de cosméticos em Brasília Teimosa. E segundo relatos de vizinhos da família ele mantinha um bom relacionamento com todos.

No local onde Edvan assassinou a jovem, um flat de classe média alta no bairro de Boa Viagem o suspeito morava há seis meses. De acordo com um morador do prédio que preferiu não ser identificado o autor do crime demonstrava tranquilidade. O morador também relatou que mulheres do flat teriam sido abordadas pelo suspeito que chegava a oferecer drogas.

Confira os detalhes na reportagem de Juliana Oliveira:

[uolmais_audio 16185366]

Relembre o caso

[IMAGEM2]

Tássia Mirella foi estuprada e morta por Edvan Luiz na manhã da última quarta-feira (5). De acordo com a polícia, a moça chegou a lutar com o suspeito que friamente degolou a fisioterapeuta. Edvan Luiz foi autuado em flagrante e encaminhado ao Cotel pelo crime de homicídio triplamente qualificado.

A polícia pretende concluir o inquérito no prazo de dez dias. Os pais da jovem irão prestar depoimento na tarde desta sexta-feira (7) no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Parentes e amigos de Mirella irão realizar um protesto na Avenida Boa Viagem, no próximo domingo (2), pedindo justiça para o caso.