Escrete de Ouro | POLÊMICA

Acabou! Supremo decide que Sport é o único Campeão Brasileiro de 1987


O Sport já havia sido declarado campeão, mas um recurso apresentado pelo Flamengo tentava na justiça uma divisão do título

Publicado em 18/04/2017, às 17:03

Rádio Jornal
Com informações do Blog do Torcedor

Foto: Anderson Freira/ Sport Club do Recife

O Supremo Tribunal Federal (STF) declarou o Sport o único campeão de 1987. A decisão saiu na tarde desta terça-feira (18), após julgamento. O Sport já havia sido declarado campeão, mas o Flamengo tentava na justiça uma divisão do título.

A maioria dos ministros do STF entendeu que o recurso apresentado pelo Flamengo não vai valer. Inclusive, teve voto de flamenguista, o ministro Marco Aurélio Melo. Ele disse que uma coisa é torcer pelo Flamengo, outra coisa é entender que de fato as regras estavam a favor do Sport.

Nessa votação, o último voto foi dado pela ministra Rosa Weber. “Infelizmente os dirigentes do futebol brasileiro criam as regras para dificultar ou vender facilidades. Porque, na prática, não tinha nem porquê um assunto desse chegar ao STF”, disse a ministra.



Confira os detalhes no flash de Romoaldo de Souza:

O Flamengo não tem mais para quem apelar, já que o STF é a maior corte.   

Entenda 

Sport e Flamengo disputavam na Justiça o título de 1987 desde o fim do Campeonato Brasileiro daquele ano. Em crise, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) só assumiu a organização do campeonato às vésperas do começo, criando os módulos Verde e Amarelo. Os campeões dos módulos (1º e 2º) iriam se cruzar em quadrangular para definir o campeão. Flamengo e Inter, que ganharam o módulo Verde, não quiseram disputar a fase final e perderam por W.O.

Assim, o Sport e Guarani, vencedores do Amarelo, fizeram as finais com o Leão levando a melhor. Sport e Guarani jogaram a Libertadores no ano seguinte. O resultado do jogo, contudo, virou alvo de briga da Justiça já em 1988. O Sport teve decisão favorável em 1994, que foi ameaçada em 2011, quando a CBF decidiu dividir o título. Os pernambucanos recorreram e voltaram a ser os únicos campeões. A decisão que era válida para o Leão é a da 3ª turma do Superior Tribunal de Justiça, em 2014.


Recomendados para você

Comentários

Escrete de Ouro

Acabou! Supremo decide que Sport é o único Campeão Brasileiro de 1987



Publicado em 18/04/2017, às 17:03


Rádio Jornal
Com informações do Blog do Torcedor

[IMAGEM]

O Supremo Tribunal Federal (STF) declarou o Sport o único campeão de 1987. A decisão saiu na tarde desta terça-feira (18), após julgamento. O Sport já havia sido declarado campeão, mas o Flamengo tentava na justiça uma divisão do título.

A maioria dos ministros do STF entendeu que o recurso apresentado pelo Flamengo não vai valer. Inclusive, teve voto de flamenguista, o ministro Marco Aurélio Melo. Ele disse que uma coisa é torcer pelo Flamengo, outra coisa é entender que de fato as regras estavam a favor do Sport.

Nessa votação, o último voto foi dado pela ministra Rosa Weber. “Infelizmente os dirigentes do futebol brasileiro criam as regras para dificultar ou vender facilidades. Porque, na prática, não tinha nem porquê um assunto desse chegar ao STF”, disse a ministra.

Confira os detalhes no flash de Romoaldo de Souza:

[uolmais_audio 16194697]

O Flamengo não tem mais para quem apelar, já que o STF é a maior corte.   

Entenda 

Sport e Flamengo disputavam na Justiça o título de 1987 desde o fim do Campeonato Brasileiro daquele ano. Em crise, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) só assumiu a organização do campeonato às vésperas do começo, criando os módulos Verde e Amarelo. Os campeões dos módulos (1º e 2º) iriam se cruzar em quadrangular para definir o campeão. Flamengo e Inter, que ganharam o módulo Verde, não quiseram disputar a fase final e perderam por W.O.

Assim, o Sport e Guarani, vencedores do Amarelo, fizeram as finais com o Leão levando a melhor. Sport e Guarani jogaram a Libertadores no ano seguinte. O resultado do jogo, contudo, virou alvo de briga da Justiça já em 1988. O Sport teve decisão favorável em 1994, que foi ameaçada em 2011, quando a CBF decidiu dividir o título. Os pernambucanos recorreram e voltaram a ser os únicos campeões. A decisão que era válida para o Leão é a da 3ª turma do Superior Tribunal de Justiça, em 2014.