Notícia | SANFONEIRO

Show em Caruaru lembra os dois anos da morte do Mestre Camarão


A morte do Mestre Camarão foi esquecida pela Prefeitura de Caruaru e os familiares criticaram a gestão municipal

Publicado em 21/04/2017, às 14:13

Rádio Jornal

Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira (21), completam-se dois anos da morte do Mestre Camarão. A data não foi lembrada pela Prefeitura de Caruaru, no Agreste do Estado, gerando insatisfação dos familiares e amigos.

Artistas da cidade se reuniram pela manhã na Antiga Estação Ferroviária para que a data não passasse em branco. Eles promoveram um show aberto ao público.

O historiador, cantor e filho do sanfoneiro, Salatiel de Camarão, critica a Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru. “Existe uma deficiência no setor relacionado a cultura na forma de reconhecimento àqueles que divulgam e fizeram a história desse Estado”, comentou.



Confira os detalhes no flash de Berg Santos: 

 

O filho do Mestre Camarão falou ainda do legado do cartista. “Meu pai, discípulo de Luiz Gonzaga e conservador desse conceito de tradição cultural, foi um grande divulgador não só da música nordestina, mas também do município de Caruaru”, avaliou o artista.

Salatiel de Camarão espera que a gestão Raquel Lyra abra o diálogo com a classe artística que divulga Caruaru para o mundo.

Participaram do show em homenagem ao Mestre Camarão o Trio Café com Leite, Trio Avolante, Mestre Zé do Estado, Humberto Boni, André Julião, Vinicius, Joãozinho de Bezerros, Mateus Sebastian, Sandro Sanfoneiro, Valdir Lira Gravatá, Andrezinho e Junior da Sanfona.


Recomendados para você

Comentários

Notícia

Show em Caruaru lembra os dois anos da morte do Mestre Camarão



Publicado em 21/04/2017, às 14:13


Rádio Jornal

[IMAGEM]

Nesta sexta-feira (21), completam-se dois anos da morte do Mestre Camarão. A data não foi lembrada pela Prefeitura de Caruaru, no Agreste do Estado, gerando insatisfação dos familiares e amigos.

Artistas da cidade se reuniram pela manhã na Antiga Estação Ferroviária para que a data não passasse em branco. Eles promoveram um show aberto ao público.

O historiador, cantor e filho do sanfoneiro, Salatiel de Camarão, critica a Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru. “Existe uma deficiência no setor relacionado a cultura na forma de reconhecimento àqueles que divulgam e fizeram a história desse Estado”, comentou.

Confira os detalhes no flash de Berg Santos: 

[uolmais_audio 16197383] 

O filho do Mestre Camarão falou ainda do legado do cartista. “Meu pai, discípulo de Luiz Gonzaga e conservador desse conceito de tradição cultural, foi um grande divulgador não só da música nordestina, mas também do município de Caruaru”, avaliou o artista.

Salatiel de Camarão espera que a gestão Raquel Lyra abra o diálogo com a classe artística que divulga Caruaru para o mundo.

Participaram do show em homenagem ao Mestre Camarão o Trio Café com Leite, Trio Avolante, Mestre Zé do Estado, Humberto Boni, André Julião, Vinicius, Joãozinho de Bezerros, Mateus Sebastian, Sandro Sanfoneiro, Valdir Lira Gravatá, Andrezinho e Junior da Sanfona.