Notícia | PERNAMBUCO EM DEBATE

Governador diz que estaleiro não pode fechar e promete mais segurança


Paulo Câmara diz que estaleiro precisa ser defendido e governo Temer precisa atuar. Governador também prometeu 2,8 mil novos policias até dezembro

Publicado em 22/06/2017, às 12:33

Rádio Jornal
Rafael Souza

O governador Paulo Câmara na Rádio Jornal
Foto: JC Imagem

A luta para conter a escalada da violência e as promessas de não deixar que o estaleiro Atlântico Sul feche as portas foram os principais pontos da entrevista dada pelo governador Paulo Câmara (PSB) ao programa de Geraldo Freire na manhã desta quinta-feira (22). "O Brasil precisa de emprego e não pode permitir que se feche um estaleiro por burocarcria", afirmou sobre a ameaça de com a falta de novas encomendas, o estaleiro feche as portas em 2019.

Confira também a matéria de Henrique Santos:

 

Porto de Suape

De acordo com o governador, o Porto de Suape recebeu muitos investimentos, sendo quase R$ 2 bilhões de reais em infraestrutura e capacitação de pessoal. Ele diz que a situação do estaleiro já está sob o conhecimento do ministro de Minas e Energia, Fernando Filho (PSB): "temos certeza que o ministro Fernando Filho vai nos ajudar e vamos levar o caso também ao presidente Michel Temer (PMDB). Não podemos permitir que uma política financeira feche um estaleiro", disse.

"Situação está muito desconfortável", diz governador sobre violência

Segurança

Em meio à maior crise em 10 anos do programa Pacto Pela Vida, o governador disse que até o fim do ano mais dois mil e oitocentos novos policiais devem ir para as ruas. "A segurança em Pernambuco está ruim e não é de hoje, é desde 2014.Estamos com um esforço muito grande para conter a criminalidade", disse o gestor. Ele garantiu que a partir de 2018 serão feitos concursos públicos para a seleção de 500 policiais por ano.

Chuvas

Sobre a recuperação das áreas atingidas pelas fortes chuvas de maio, Paulo Câmara disse que o necessário emergencial, como envio para donativos, já foi feito. "Estamos finalizando os levantamentos para entregar ao governo federal", garantiu.



Adutora do agreste

Sobre o enfrentamento à seca, o governador disse que mantendo o ritmo atual das obras e não faltando dinheiro, a adutora do agreste, que é vital para enfrentar a falta d'água, está próximo a ser entregue: "temos condições de entregar em janeiro", disse.

Rodovias e BRT

Sobre obras na BR-232, o governador diz que ainda precisa de uma definição em relação ao governo federal. "Chegou entrar em pacote de concessão do governo federal, mas esse processo não andou. Estamos fazendo os paliativos necessários", disse. Ele também falou sobre o andamento da licitação para a construção de um miniarco na BR-101, na altura do município de Abreu e Lima.

Já sobre o atraso nas obras do BRT, que eram previstas para a Copa de 2014,Paulo Câmara disse que faltam apenas duas estações do eixo Norte-Sul para serem concluídas e outras sete do eixo Leste-Oeste: "os terminais começam as obras em julho", prometeu.

Política

Com popularidade em baixa e visando a reeleição no ano que vem, o socialista diz que o PSB é um partido "que discute ideias" e que desentendimentos são naturais. Sobre seu maior oponente, o senador Armando Monteiro Neto (PTB), um elogio: "Armando é um senador importante pra Pernambuco". Em relação ao estremecimento com o grupo político do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), ele desconversou: "temos a expectativa de contar com todos pra continuar fazendo o partido crescer", frisou.


Fonte: Rádio Jornal

Recomendados para você

Comentários

Notícia

Governador diz que estaleiro não pode fechar e promete mais segurança



Publicado em 22/06/2017, às 12:33


Rádio Jornal
Rafael Souza

[IMAGEM]

A luta para conter a escalada da violência e as promessas de não deixar que o estaleiro Atlântico Sul feche as portas foram os principais pontos da entrevista dada pelo governador Paulo Câmara (PSB) ao programa de Geraldo Freire na manhã desta quinta-feira (22). "O Brasil precisa de emprego e não pode permitir que se feche um estaleiro por burocarcria", afirmou sobre a ameaça de com a falta de novas encomendas, o estaleiro feche as portas em 2019.

[uolmais_audio 16250567]

[uolmais_audio 16250582]

[uolmais_audio 16250588]

Confira também a matéria de Henrique Santos:

[uolmais_audio 16250678] 

Porto de Suape

De acordo com o governador, o Porto de Suape recebeu muitos investimentos, sendo quase R$ 2 bilhões de reais em infraestrutura e capacitação de pessoal. Ele diz que a situação do estaleiro já está sob o conhecimento do ministro de Minas e Energia, Fernando Filho (PSB): "temos certeza que o ministro Fernando Filho vai nos ajudar e vamos levar o caso também ao presidente Michel Temer (PMDB). Não podemos permitir que uma política financeira feche um estaleiro", disse.

"Situação está muito desconfortável", diz governador sobre violência

Segurança

Em meio à maior crise em 10 anos do programa Pacto Pela Vida, o governador disse que até o fim do ano mais dois mil e oitocentos novos policiais devem ir para as ruas. "A segurança em Pernambuco está ruim e não é de hoje, é desde 2014.Estamos com um esforço muito grande para conter a criminalidade", disse o gestor. Ele garantiu que a partir de 2018 serão feitos concursos públicos para a seleção de 500 policiais por ano.

Chuvas

Sobre a recuperação das áreas atingidas pelas fortes chuvas de maio, Paulo Câmara disse que o necessário emergencial, como envio para donativos, já foi feito. "Estamos finalizando os levantamentos para entregar ao governo federal", garantiu.

Adutora do agreste

Sobre o enfrentamento à seca, o governador disse que mantendo o ritmo atual das obras e não faltando dinheiro, a adutora do agreste, que é vital para enfrentar a falta d'água, está próximo a ser entregue: "temos condições de entregar em janeiro", disse.

Rodovias e BRT

Sobre obras na BR-232, o governador diz que ainda precisa de uma definição em relação ao governo federal. "Chegou entrar em pacote de concessão do governo federal, mas esse processo não andou. Estamos fazendo os paliativos necessários", disse. Ele também falou sobre o andamento da licitação para a construção de um miniarco na BR-101, na altura do município de Abreu e Lima.

Já sobre o atraso nas obras do BRT, que eram previstas para a Copa de 2014,Paulo Câmara disse que faltam apenas duas estações do eixo Norte-Sul para serem concluídas e outras sete do eixo Leste-Oeste: "os terminais começam as obras em julho", prometeu.

Política

Com popularidade em baixa e visando a reeleição no ano que vem, o socialista diz que o PSB é um partido "que discute ideias" e que desentendimentos são naturais. Sobre seu maior oponente, o senador Armando Monteiro Neto (PTB), um elogio: "Armando é um senador importante pra Pernambuco". Em relação ao estremecimento com o grupo político do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), ele desconversou: "temos a expectativa de contar com todos pra continuar fazendo o partido crescer", frisou.

Fonte: Rádio Jornal