Notícia | FESTA JUNINA

Mega Shows e a promessa de movimentação econômica nas cidades


O economista Ecio Costa comenta o investimento das prefeituras em shows que chegam a custar mais de R$ 400 mil

Publicado em 23/06/2017, às 14:30

Rádio Jornal

Reprodução/Internet

Entra ano e sai ano e a polêmica dos cachês milionários nas festas juninas do Nordeste continua em pauta. As prefeituras das cidades polo dessas festas seguem afirmando que o investimento nesses shows é uma forma certeira de investimento direto no setor de serviços das cidades com a movimentação do setor hoteleiro, dos bares, restaurantes entre outros serviços. Em Pernambuco, cidades como Carpina, Limoeiro, Caruaru e agora Petrolina apostam nesse tipo de investimento, mesmo em tempos de crise econômica.



Ouça os detalhes na coluna Economia e Negócios

Valores

 Só para se ter uma ideia, em carpina, o cachê cobrado pelo show do cantor Wesley Safadão vai custar aos 450 mil reais aos cofres públicos municipais. 


Recomendados para você

Comentários

Notícia

Mega Shows e a promessa de movimentação econômica nas cidades



Publicado em 23/06/2017, às 14:30


Rádio Jornal

[IMAGEM]

Entra ano e sai ano e a polêmica dos cachês milionários nas festas juninas do Nordeste continua em pauta. As prefeituras das cidades polo dessas festas seguem afirmando que o investimento nesses shows é uma forma certeira de investimento direto no setor de serviços das cidades com a movimentação do setor hoteleiro, dos bares, restaurantes entre outros serviços. Em Pernambuco, cidades como Carpina, Limoeiro, Caruaru e agora Petrolina apostam nesse tipo de investimento, mesmo em tempos de crise econômica.

Ouça os detalhes na coluna Economia e Negócios

[uolmais_audio 16251632]

Valores

 Só para se ter uma ideia, em carpina, o cachê cobrado pelo show do cantor Wesley Safadão vai custar aos 450 mil reais aos cofres públicos municipais.