Interior | POLÊMICA

Estrutura do São João de Caruaru custou mais de R$ 8 milhões


Em maio, a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, havia informado que a empresa Branco Promoções e Eventos teria sido contratada por R$ 5,12 milhões

Publicado em 06/07/2017, às 16:13

Rádio Jornal

Foto: Reprodução/ Internet

Mais uma polêmica no São João de Caruaru vem a público. A empresa Branco Promoções e Eventos foi contratada pela Prefeitura de Caruaru em regime de urgência no dia 10 de maio deste ano, após o Ministério Público de Pernambuco suspender o edital de licitação para contratação da empresa que seria responsável pela estrutura da festa, devido a diversas irregularidades no certame.

A prefeita Raquel Lyra realizou uma coletiva de imprensa no dia 11 de maio e afirmou que a empresa Branco Promoções foi contratada porque estava oferecendo um valor menor do que as concorrentes no edital. “Outras empresas, que já tinham participado de grandes eventos, também apresentaram propostas, mas a proposta dele foi a mais barata. Nós contratamos ele por R$ 5,12 milhões, ainda mais barato do que no ano passado”, garantiu a prefeitura.

No entanto, o valor do contrato é de R$ 8,4 milhões. A prefeitura fez dois contratos com a Branco Promoções e Eventos: um no valor de R$ 5,12 milhões e outro no valor de mais de R$ 3,2 milhões.



Confira os detalhes na reportagem de Berg Santos:

Resposta

A Prefeitura de Caruaru não explicou o motivo de realizar dois contratos com a mesma empresa.

Através de nota, a gestão informou que realizou a contratação da Branco Promoções e Eventos para realização da montagem da festa de São João 2017 nos termos previstos na lei de licitações, cabendo registro de que dita contratação foi dividida em duas etapas.

Sendo a primeira para o polo entretenimento com substanciado no Pátio de Eventos e Alto do Moura. E a segunda no polo cultural, que envolveu a Estação Ferroviária, Polo Azulão, São João na Roça e o São João nas ruas.

Segundo a prefeitura, os procedimentos já foram encaminhados ao Tribunal de Contas e ao Ministério Público.

A empresa Branco Promoções e Eventos não quis se pronunciar sobre o caso.


Recomendados para você

Comentários

Interior

Estrutura do São João de Caruaru custou mais de R$ 8 milhões



Publicado em 06/07/2017, às 16:13


Rádio Jornal

[IMAGEM]

Mais uma polêmica no São João de Caruaru vem a público. A empresa Branco Promoções e Eventos foi contratada pela Prefeitura de Caruaru em regime de urgência no dia 10 de maio deste ano, após o Ministério Público de Pernambuco suspender o edital de licitação para contratação da empresa que seria responsável pela estrutura da festa, devido a diversas irregularidades no certame.

A prefeita Raquel Lyra realizou uma coletiva de imprensa no dia 11 de maio e afirmou que a empresa Branco Promoções foi contratada porque estava oferecendo um valor menor do que as concorrentes no edital. “Outras empresas, que já tinham participado de grandes eventos, também apresentaram propostas, mas a proposta dele foi a mais barata. Nós contratamos ele por R$ 5,12 milhões, ainda mais barato do que no ano passado”, garantiu a prefeitura.

No entanto, o valor do contrato é de R$ 8,4 milhões. A prefeitura fez dois contratos com a Branco Promoções e Eventos: um no valor de R$ 5,12 milhões e outro no valor de mais de R$ 3,2 milhões.

Confira os detalhes na reportagem de Berg Santos:

[uolmais_audio 16262311]

Resposta

A Prefeitura de Caruaru não explicou o motivo de realizar dois contratos com a mesma empresa.

Através de nota, a gestão informou que realizou a contratação da Branco Promoções e Eventos para realização da montagem da festa de São João 2017 nos termos previstos na lei de licitações, cabendo registro de que dita contratação foi dividida em duas etapas.

Sendo a primeira para o polo entretenimento com substanciado no Pátio de Eventos e Alto do Moura. E a segunda no polo cultural, que envolveu a Estação Ferroviária, Polo Azulão, São João na Roça e o São João nas ruas.

Segundo a prefeitura, os procedimentos já foram encaminhados ao Tribunal de Contas e ao Ministério Público.

A empresa Branco Promoções e Eventos não quis se pronunciar sobre o caso.