Interior | DESABAMENTO

Vítima de desabamento em Garanhuns iria se mudar nesta terça-feira


O sobrinho de Edvaldo Soares, 66 anos, que morreu após o desabamento de um prédio em Garanhuns, disse que o tio reclamava de rachaduras nas paredes

Publicado em 11/07/2017, às 09:15

Rádio Jornal
Cássio Oliveira

Foto: Reprodução / TV Jornal

O sobrinho de Edvaldo Soares da Silva, 66 anos, que faleceu após o desmoronamento de um prédio residencial em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, disse que seu tio iria se mudar nesta terça-feira (11). "Ele estava se preparando para se mudar, pois o apartamento estava todo rachado e, inclusive, já vinha com umidade há tempo. Ele estava decidido a se mudar e fiquei sabendo pela esposa que ele ia se mudar hoje", disse Cícero em entrevista à Rádio Jornal Garanhuns.

>> Criança é resgatada após desabamento de prédio em Garanhuns no Agreste

Nessa segunda-feira (10), após mais de 12h do desabamento, o corpo de Edvaldo foi encontrado no início da noite próximo à escadaria do prédio, onde morava. Mais cedo, o corpo de outro morador, o funcionário público Antônio Arcoverde, 32 anos, também foi encontrado em meio aos escombros. Com a localização destas duas vítimas, a equipe de buscas encerrou o trabalho, confirmando que não havia outros desaparecidos.

Ouça a entrevista com o sobrinho da vítima:

De acordo com o Major Heitor Martins do Corpo de Bombeiros, o segundo homem encontrado pode ter morrido tentando ajudar outras pessoas. "Chegaram informações de que ele pode ter voltado para tentar avisar a vizinhos de outros apartamentos que ele achava que estariam lá, mas que, na verdade, estão viajando", pontuou.



Bombeiros encontram corpos de vítimas de desmoronamento em Garanhuns

Outra possibilidade que chegou ao Corpo de Bombeiros é que Edvaldo teria voltado para resgatar documentos em seu apartamento. O corpo do homem foi encontrado na lateral direita do prédio. Essa segunda versão foi confirmada pelo sobrinho de Edvaldo. "A esposa me confirmou que ele conseguiu sair do prédio com a filha, mas voltou para buscar documentos e aconteceu o acidente", disse.

Cícero ainda disse que já havia entrado em outras oportunidades no apartamento e realmente estava com as paredes rachadas. Ele ainda afirma que seu tio era aposentado e um pai presente que acompanhava as filhas nos estudos.

Após o desmoronamento, uma mulher e a sua filha recém-nascida foram resgatadas com vida.

Investigação do desabamento

O desmoronamento do prédio será investigado pela Delegacia Regional de Garanhuns. Segundo o delegado Patrick Dias, o Instituto de Criminalística (IC) deve começar a periciar o local já a partir desta terça-feira (11). O delegado afirmou que ainda não se sabe o que motivou o desmoronamento. "Temos que aguardar a conclusão do trabalho de resgate. Neste momento, são muitas informações chegando e temos de ter cautela para saber o que é um simples comentário ou o que de fato procede", explicou.


Recomendados para você

Comentários

Interior

Vítima de desabamento em Garanhuns iria se mudar nesta terça-feira



Publicado em 11/07/2017, às 09:15


Rádio Jornal
Cássio Oliveira

[IMAGEM]

O sobrinho de Edvaldo Soares da Silva, 66 anos, que faleceu após o desmoronamento de um prédio residencial em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, disse que seu tio iria se mudar nesta terça-feira (11). "Ele estava se preparando para se mudar, pois o apartamento estava todo rachado e, inclusive, já vinha com umidade há tempo. Ele estava decidido a se mudar e fiquei sabendo pela esposa que ele ia se mudar hoje", disse Cícero em entrevista à Rádio Jornal Garanhuns.

>> Criança é resgatada após desabamento de prédio em Garanhuns no Agreste

Nessa segunda-feira (10), após mais de 12h do desabamento, o corpo de Edvaldo foi encontrado no início da noite próximo à escadaria do prédio, onde morava. Mais cedo, o corpo de outro morador, o funcionário público Antônio Arcoverde, 32 anos, também foi encontrado em meio aos escombros. Com a localização destas duas vítimas, a equipe de buscas encerrou o trabalho, confirmando que não havia outros desaparecidos.

Ouça a entrevista com o sobrinho da vítima:

De acordo com o Major Heitor Martins do Corpo de Bombeiros, o segundo homem encontrado pode ter morrido tentando ajudar outras pessoas. "Chegaram informações de que ele pode ter voltado para tentar avisar a vizinhos de outros apartamentos que ele achava que estariam lá, mas que, na verdade, estão viajando", pontuou.

Bombeiros encontram corpos de vítimas de desmoronamento em Garanhuns

Outra possibilidade que chegou ao Corpo de Bombeiros é que Edvaldo teria voltado para resgatar documentos em seu apartamento. O corpo do homem foi encontrado na lateral direita do prédio. Essa segunda versão foi confirmada pelo sobrinho de Edvaldo. "A esposa me confirmou que ele conseguiu sair do prédio com a filha, mas voltou para buscar documentos e aconteceu o acidente", disse.

Cícero ainda disse que já havia entrado em outras oportunidades no apartamento e realmente estava com as paredes rachadas. Ele ainda afirma que seu tio era aposentado e um pai presente que acompanhava as filhas nos estudos.

Após o desmoronamento, uma mulher e a sua filha recém-nascida foram resgatadas com vida.

Investigação do desabamento

O desmoronamento do prédio será investigado pela Delegacia Regional de Garanhuns. Segundo o delegado Patrick Dias, o Instituto de Criminalística (IC) deve começar a periciar o local já a partir desta terça-feira (11). O delegado afirmou que ainda não se sabe o que motivou o desmoronamento. "Temos que aguardar a conclusão do trabalho de resgate. Neste momento, são muitas informações chegando e temos de ter cautela para saber o que é um simples comentário ou o que de fato procede", explicou.