Escrete de Ouro | SÉRIE A

Tabus do futebol existem, mas são quebrados, diz Luxa após Sport vencer Bahia na Fonte Nova


Luxemburgo elogiou os jogadores do Sport e aproveitou a ocasião para enviar uma mensagem de conforto a Abel Braga, técnico que perdeu o filho ontem (29)

Publicado em 30/07/2017, às 18:44

Rádio Jornal

Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

O técnico Vanderlei Luxemburgo falou sobre a vitória do Sport por 3 a 1 para o Bahia. Ele elogiou a atuação da equipe e falou sobre o resultado que saiu após quase 30 anos sem vencer a o time baiano fora de casa.  

A última vez que o Sport havia vencido o Bahia na casa do adversário tinha sido em 1989. “Os Tabus do futebol existem, mas eles são quebrados”, destacou Luxemburgo.

Luxemburgo foi só elogios ao time do Sport e disse que o elenco jogou "sem medo de ser feliz, sem medo de jogar”. "A vitória foi boa, mas o que mais me agradou foi como a equipe jogou", disse. 

Questionado sobre o placar pequeno da partida, o treinador pareceu satisfeito, mesmo com a quantidade de gols perdidos. “Acho que o placar foi justo”, disse. "Você cria bastante possibilidade, mas não consegue fazer todas em gol", explicou. "O importante é que a vitória foi expressiva", elogiou, acrescentando que a equipe não teve medo de jogar. 



Ouça a entrevista completa com Luxemburgo: 

A equipe do Sport viaja ainda neste domingo (30) e à 0h05 desembarca no Aeroporto Internacional do Recife. Com pouco tempo para descansar, os jogadores se reapresentam na tarde desta segunda-feira (31), a partir das 15h30 no CT em Paratibe.  

Solidariedade ao técnico Abel

O técnico do Fluminense, Abel Braga, perdeu o filho João Pedro Braga, de 18 anos, neste sábado (29). O garoto morreu após cair da janela do apartamento da família, uma cobertura, no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro.

Vanderlei Luxemburgo prestou solidariedade ao amigo e enviou uma mensagem de conforto durante a coletiva. "A dor de perder um filho só quem perdeu pode imaginar e mensurar isso. Queria mandar um abraço e beijo carinhoso", falou o técnico. “Ele deve estar muito machucado, muito sentido e é uma coisa muito difícil de entender. Só Deus”, lamentou.


Recomendados para você

Comentários

Escrete de Ouro

Tabus do futebol existem, mas são quebrados, diz Luxa após Sport vencer Bahia na Fonte Nova



Publicado em 30/07/2017, às 18:44


Rádio Jornal

[IMAGEM]

O técnico Vanderlei Luxemburgo falou sobre a vitória do Sport por 3 a 1 para o Bahia. Ele elogiou a atuação da equipe e falou sobre o resultado que saiu após quase 30 anos sem vencer a o time baiano fora de casa.  

A última vez que o Sport havia vencido o Bahia na casa do adversário tinha sido em 1989. “Os Tabus do futebol existem, mas eles são quebrados”, destacou Luxemburgo.

Luxemburgo foi só elogios ao time do Sport e disse que o elenco jogou "sem medo de ser feliz, sem medo de jogar”. "A vitória foi boa, mas o que mais me agradou foi como a equipe jogou", disse. 

Questionado sobre o placar pequeno da partida, o treinador pareceu satisfeito, mesmo com a quantidade de gols perdidos. “Acho que o placar foi justo”, disse. "Você cria bastante possibilidade, mas não consegue fazer todas em gol", explicou. "O importante é que a vitória foi expressiva", elogiou, acrescentando que a equipe não teve medo de jogar. 

Ouça a entrevista completa com Luxemburgo: 

[uolmais_audio 16280987]

A equipe do Sport viaja ainda neste domingo (30) e à 0h05 desembarca no Aeroporto Internacional do Recife. Com pouco tempo para descansar, os jogadores se reapresentam na tarde desta segunda-feira (31), a partir das 15h30 no CT em Paratibe.  

Solidariedade ao técnico Abel

O técnico do Fluminense, Abel Braga, perdeu o filho João Pedro Braga, de 18 anos, neste sábado (29). O garoto morreu após cair da janela do apartamento da família, uma cobertura, no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro.

Vanderlei Luxemburgo prestou solidariedade ao amigo e enviou uma mensagem de conforto durante a coletiva. "A dor de perder um filho só quem perdeu pode imaginar e mensurar isso. Queria mandar um abraço e beijo carinhoso", falou o técnico. “Ele deve estar muito machucado, muito sentido e é uma coisa muito difícil de entender. Só Deus”, lamentou.