Escrete de Ouro | SPORT

“Carta branca” diz Arnaldo Barros sobre comando de Luxemburgo no Sport


O presidente do Sport, Arnaldo Barros falou sobre a relação do elenco com o técnico e áudio vazado

Publicado em 04/09/2017, às 23:17

Rádio Jornal

Foto: João Victor Amorim/Rádio Jornal

Na tarde desta segunda-feira (4), o presidente do Sport, Arnaldo Barros, concedeu entrevista ao jornalista para falar sobre a atual situação do Leão após derrota no último sábado contra o Grêmio. Ao lado do vice-presidente executivo e de Futebol da equipe rubro-negra, Gustavo Dubeux, Arnaldo comentou que se reuniu com o elenco e todos os demais integrantes do time para tratar do momento que ele chamou de difícil. “Tivemos uma conversa franca, uma conversa necessária e tudo visando a correção de eventuais equívocos, de eventuais excessos, de sorte que nós possamos voltar a figurar na zona de classificação para a libertadores”, disse.

Carta Branca

Arnaldo Barros ainda esclareceu que a diretoria não pensou em trocar o comando. “O treinador do Sport é o Vanderlei Luxemburgo”, enfatizou. Sobre o técnico ter carta branca para fazer alterações que achar necessário, Barros explicou que Vanderlei sempre teve autonomia para atuar na equipe. “Ele sempre teve. Lembre-se que desde o primeiro momento que nós assumimos a presidência e já antes na administração do presidente Martorelli, um dos nossos postulados sempre foi, é e será o profissionalismo... Então Vanderlei Luxemburgo sempre teve, tem e terá carta branca para trabalhar o elenco da maneira como ele achar que deva”, comentou.



Confira o áudio na íntegra:

 Luxemburgo x elenco?

Rumores apontavam que existia uma divisão entre Luxemburgo e alguns jogadores do elenco. Segundo o presidente do clube, isso não foi detectada pela direção. “Por serem pessoas dignas e de caráter, todos eles sentem com a cobrança, se indignam e não poderia ser diferente, né? São pais de família, são trabalhadores também, evidentemente que eles se doem com uma cobrança tão severa, que eu insisto, foi uma cobrança que se fez necessária...mas isso não ultrapassa os limites de seu técnico e seus comandados”, informou.

 Áudio Vazado

Sobre o áudio vazado em que Vanderlei puxa a orelha dos jogadores, Arnaldo falou que preocupou a direção do Leão, não pelo conteúdo, mas porque mostra que alguém do grupo acha que os problemas não poderiam ser resolvidos de forma interna. “ Isso não é bom, isso não é respeitoso para o grupo, porque o grupo não autorizou esse vazamento. Então foi uma atitude isolada que nós já tratamos internamente com a qual nós não concordamos”, finalizou.

 Confira o vídeo:

 


Recomendados para você

Comentários

Escrete de Ouro

“Carta branca” diz Arnaldo Barros sobre comando de Luxemburgo no Sport



Publicado em 04/09/2017, às 23:17


Rádio Jornal

[IMAGEM]

Na tarde desta segunda-feira (4), o presidente do Sport, Arnaldo Barros, concedeu entrevista ao jornalista para falar sobre a atual situação do Leão após derrota no último sábado contra o Grêmio. Ao lado do vice-presidente executivo e de Futebol da equipe rubro-negra, Gustavo Dubeux, Arnaldo comentou que se reuniu com o elenco e todos os demais integrantes do time para tratar do momento que ele chamou de difícil. “Tivemos uma conversa franca, uma conversa necessária e tudo visando a correção de eventuais equívocos, de eventuais excessos, de sorte que nós possamos voltar a figurar na zona de classificação para a libertadores”, disse.

Carta Branca

Arnaldo Barros ainda esclareceu que a diretoria não pensou em trocar o comando. “O treinador do Sport é o Vanderlei Luxemburgo”, enfatizou. Sobre o técnico ter carta branca para fazer alterações que achar necessário, Barros explicou que Vanderlei sempre teve autonomia para atuar na equipe. “Ele sempre teve. Lembre-se que desde o primeiro momento que nós assumimos a presidência e já antes na administração do presidente Martorelli, um dos nossos postulados sempre foi, é e será o profissionalismo... Então Vanderlei Luxemburgo sempre teve, tem e terá carta branca para trabalhar o elenco da maneira como ele achar que deva”, comentou.

Confira o áudio na íntegra:

[uolmais_audio 16305795]

 Luxemburgo x elenco?

Rumores apontavam que existia uma divisão entre Luxemburgo e alguns jogadores do elenco. Segundo o presidente do clube, isso não foi detectada pela direção. “Por serem pessoas dignas e de caráter, todos eles sentem com a cobrança, se indignam e não poderia ser diferente, né? São pais de família, são trabalhadores também, evidentemente que eles se doem com uma cobrança tão severa, que eu insisto, foi uma cobrança que se fez necessária...mas isso não ultrapassa os limites de seu técnico e seus comandados”, informou.

 Áudio Vazado

Sobre o áudio vazado em que Vanderlei puxa a orelha dos jogadores, Arnaldo falou que preocupou a direção do Leão, não pelo conteúdo, mas porque mostra que alguém do grupo acha que os problemas não poderiam ser resolvidos de forma interna. “ Isso não é bom, isso não é respeitoso para o grupo, porque o grupo não autorizou esse vazamento. Então foi uma atitude isolada que nós já tratamos internamente com a qual nós não concordamos”, finalizou.

 Confira o vídeo: