Interior | Homicídio

Jovem é encontrado morto e com as mãos amarradas no Agreste


Leandro Carlos Paes, 19, foi assassinado a tiros no município de Brejão, no Agreste de Pernambuco; Leandro havia sido sequestrado durante o feriadão

Publicado em 11/09/2017, às 09:57

Rádio Jornal

Ilustração/Rádio Jornal

Um jovem de 19 anos foi assassinado a tiros no último final de semana em Brejão, no Agreste Pernambucano. Leandro Carlos Paes foi sequestrado por dois homens, que se passavam por policiais, na porta de sua casa, no bairro de Heliópolis em Garanhuns também no agreste. A vítima cumpria medida socioeducativa na Funase e havia sido liberado pela unidade para passar o feriadão com a família. 



A polícia já iniciou as investigações e o corpo de Leandro foi levado ao IML.

Homem assassinado em um cemitério em Garanhuns

Um homem foi encontrado morto dentro do Cemitério São Miguel, no bairro da Boa Vista, também em Garanhuns. A polícia encontrou um tijolo e uma cruz de madeira manchados de sangue e suspeita que os dois objetos tenham sido usados para matar a vítima, de identidade não revelada. 

Saiba mais sobre os dois casos no Agreste de Pernambuco:


Recomendados para você

Comentários

Interior

Jovem é encontrado morto e com as mãos amarradas no Agreste



Publicado em 11/09/2017, às 09:57


Rádio Jornal

[IMAGEM]

Um jovem de 19 anos foi assassinado a tiros no último final de semana em Brejão, no Agreste Pernambucano. Leandro Carlos Paes foi sequestrado por dois homens, que se passavam por policiais, na porta de sua casa, no bairro de Heliópolis em Garanhuns também no agreste. A vítima cumpria medida socioeducativa na Funase e havia sido liberado pela unidade para passar o feriadão com a família. 

A polícia já iniciou as investigações e o corpo de Leandro foi levado ao IML.

Homem assassinado em um cemitério em Garanhuns

Um homem foi encontrado morto dentro do Cemitério São Miguel, no bairro da Boa Vista, também em Garanhuns. A polícia encontrou um tijolo e uma cruz de madeira manchados de sangue e suspeita que os dois objetos tenham sido usados para matar a vítima, de identidade não revelada. 

Saiba mais sobre os dois casos no Agreste de Pernambuco: