Notícia | MEDIDAS

Ambulantes serão cadastrados para trabalhar na Av. Agamenon Magalhães


A medida faz parte das ações da Secretaria de Defesa Social para reforçar a segurança da Avenida Agamenon Magalhães

Publicado em 12/09/2017, às 15:22

Rádio Jornal

Foto: Luiz Pessoa/ JC Imagem

Passados 15 dias do anúncio feito pela Polícia Militar sobre o reforço na segurança da Avenida Agamenon Magalhães, no Recife, pouca coisa mudou. Pelo menos, é essa a percepção de muitos motoristas e passageiros que passam pela via diariamente.

A Av. Agamenon Magalhães tem quase 7 quilômetros de extensão e é o corredor viário mais importante da cidade. A avenida liga a Zona Norte e a Zona Sul e são cerca de 10 mil veículos circulando pela via diariamente.

Segundo a Polícia Militar, de janeiro a julho deste ano 60 pessoas foram presas por delitos cometidos na via. O secretário de Segurança Urbana do Recife, Murilo Cavalcanti, reconhece que o problema ainda não foi resolvido.



De acordo com ele, até a próxima sexta-feira, a Secretaria de Defesa Social junto com a Prefeitura do Recife deve se reunir para montar um plano de ação. A ideia é cadastrar todos os vendedores de água, pipocas e bombons da avenida.

O projeto pretende proibir também o comércio de qualquer produto no trecho próximo ao Viaduto Joana Bezerra. Segundo o secretário Murilo Cavalcanti, cogita-se o uso de coletes para identificar os vendedores.

Ouça os detalhes na reportagem de Isa Maria:

 


Recomendados para você

Comentários

Notícia

Ambulantes serão cadastrados para trabalhar na Av. Agamenon Magalhães



Publicado em 12/09/2017, às 15:22


Rádio Jornal

[IMAGEM]

Passados 15 dias do anúncio feito pela Polícia Militar sobre o reforço na segurança da Avenida Agamenon Magalhães, no Recife, pouca coisa mudou. Pelo menos, é essa a percepção de muitos motoristas e passageiros que passam pela via diariamente.

A Av. Agamenon Magalhães tem quase 7 quilômetros de extensão e é o corredor viário mais importante da cidade. A avenida liga a Zona Norte e a Zona Sul e são cerca de 10 mil veículos circulando pela via diariamente.

Segundo a Polícia Militar, de janeiro a julho deste ano 60 pessoas foram presas por delitos cometidos na via. O secretário de Segurança Urbana do Recife, Murilo Cavalcanti, reconhece que o problema ainda não foi resolvido.

De acordo com ele, até a próxima sexta-feira, a Secretaria de Defesa Social junto com a Prefeitura do Recife deve se reunir para montar um plano de ação. A ideia é cadastrar todos os vendedores de água, pipocas e bombons da avenida.

O projeto pretende proibir também o comércio de qualquer produto no trecho próximo ao Viaduto Joana Bezerra. Segundo o secretário Murilo Cavalcanti, cogita-se o uso de coletes para identificar os vendedores.

Ouça os detalhes na reportagem de Isa Maria:

[uolmais_audio 16310889]