Notícia | ESTELIONATO

Polícia investiga suspeita de golpe em oferta de emprego na Agência do Trabalho


O crime teria sido praticado contra, pelo menos, 15 pessoas que estavam em busca de emprego e foram enganadas

Publicado em 12/09/2017, às 17:30

Rádio Jornal

Foto: TV Jornal

A Polícia Civil está investigando um possível caso de estelionato. Pelo menos 15 pessoas foram vítimas do golpe após ir à Agência do Trabalho, na Rua da Aurora, no centro do Recife. Segundo a denúncia das vítimas, no de 25 de agosto elas fizeram seleção para área de recepção, auxiliar técnico e administrativo e depois perceberam que a empresa era fictícia.

A desempregada, Beatriz do Carmo, disse que descobriu a farsa após um suposto funcionário admitir que empresa não existia. "A gente descobriu que era tudo mentira, a empresa nunca existiu", comentou.



Algumas vítimas chegaram a fazer exames admissionais e enviaram documentos como RG, CPF e informações de carteira de trabalho. Outra vítima foi Almir Fernandes. "Enviamos cópias dos documentos e ficamos preocupados, nós já estamos nessa situação sem emprego, se não dá para confiar dentro de uma agência de trabalho a gente vai confiar em quem?, estamos com medo".

Ao saber do golpe, alguns dos participantes da seleção de emprego foram até a Delegacia do Consumidor no bairro do Recife Antigo.

Confira dos detalhes com Clarissa Siqueira:

EMPRESA FANTASMA

No site da Receita Federal indica que a empresa foi criada em outubro de 2014, mas no endereço em Afogados não há estabelecimento e o telefone não atende.


Recomendados para você

Comentários

Notícia

Polícia investiga suspeita de golpe em oferta de emprego na Agência do Trabalho



Publicado em 12/09/2017, às 17:30


Rádio Jornal

[IMAGEM]

A Polícia Civil está investigando um possível caso de estelionato. Pelo menos 15 pessoas foram vítimas do golpe após ir à Agência do Trabalho, na Rua da Aurora, no centro do Recife. Segundo a denúncia das vítimas, no de 25 de agosto elas fizeram seleção para área de recepção, auxiliar técnico e administrativo e depois perceberam que a empresa era fictícia.

A desempregada, Beatriz do Carmo, disse que descobriu a farsa após um suposto funcionário admitir que empresa não existia. "A gente descobriu que era tudo mentira, a empresa nunca existiu", comentou.

Algumas vítimas chegaram a fazer exames admissionais e enviaram documentos como RG, CPF e informações de carteira de trabalho. Outra vítima foi Almir Fernandes. "Enviamos cópias dos documentos e ficamos preocupados, nós já estamos nessa situação sem emprego, se não dá para confiar dentro de uma agência de trabalho a gente vai confiar em quem?, estamos com medo".

Ao saber do golpe, alguns dos participantes da seleção de emprego foram até a Delegacia do Consumidor no bairro do Recife Antigo.

Confira dos detalhes com Clarissa Siqueira:

[uolmais_audio 16310964]

EMPRESA FANTASMA

No site da Receita Federal indica que a empresa foi criada em outubro de 2014, mas no endereço em Afogados não há estabelecimento e o telefone não atende.