Notícia | POLÍTICA

“Sendo chamado para uma luta”, diz Jarbas sobre discurso contra FBC


Jarbas Vasconcelos concedeu entrevista exclusiva ao repórter Romoaldo de Souza, depois de pronunciamento nesta terça-feira (12)

Publicado em 12/09/2017, às 20:49

Rádio Jornal

Reprodução/Facebook

 Depois de um discurso incisivo contra o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB), no qual o deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB) acusou o político de traição, o ex-governador concedeu entrevista exclusiva ao repórter Romoaldo de Souza. Sobre o pronunciamento realizado nesta terça-feira (12), na Câmara dos Deputados, o parlamentar comentou que está preparado para a “luta”,que de acordo com ele será civilizada. “Quem entra em uma luta como essa que eu estou entrando, não foi eu que pedi, eu estou sendo chamado para uma luta, que acredito que seja civilizada e democrática. A gente deve estar preparado para tudo. Então vamos conversar, vamos tentar reabrir o diálogo, se não for possível, paciência”, disse.

Ouça as informações com o repórter Romoaldo de Souza:

Geraldo Julio defende Jarbas e classifica chegada de FBC no PMDB como "desrespeito nunca visto"

Pronunciamento na Câmara

Os parlamentares ficaram em silêncio durante o pesado pronunciamento feito por Jarbas. Tudo começou quando FBC entrou no partido com promessa do presidente nacional, Romero Jucá, de que poderia lançar uma candidatura para governador de Pernambuco. As informações não oficiais apontam que essa indicação cairia no ministro de Minas e Energia, Fernando Filho (PSB). No discurso, além de falar sobre enxergar a atitude do senador como traição, Vasconcelos acusou de desagregadora, “adesista de ocasião” a direção de FBC e ainda chamou a ação de “tentativa sórdida”.



Na fala, Jarbas também detalhou sua trajetória política e disse que foi atacado pelo partido que ele ajudou a criar. “Em várias situações, senhor presidente e senhores deputados...exatamente por conta do meu pensamento, da minha coerência fui atacado dentro do meu próprio partido, um partido que ajudei a criar”, esclareceu. Jarbas Vasconcelos informou que apesar dos ataques, sempre houve respeito, mas, afirmou que “faltou e está faltando” atitude em Fernando Bezerra Coelho.

Veja o discurso no vídeo:

 


Recomendados para você

Comentários

Notícia

“Sendo chamado para uma luta”, diz Jarbas sobre discurso contra FBC



Publicado em 12/09/2017, às 20:49


Rádio Jornal

[IMAGEM]

 Depois de um discurso incisivo contra o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB), no qual o deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB) acusou o político de traição, o ex-governador concedeu entrevista exclusiva ao repórter Romoaldo de Souza. Sobre o pronunciamento realizado nesta terça-feira (12), na Câmara dos Deputados, o parlamentar comentou que está preparado para a “luta”,que de acordo com ele será civilizada. “Quem entra em uma luta como essa que eu estou entrando, não foi eu que pedi, eu estou sendo chamado para uma luta, que acredito que seja civilizada e democrática. A gente deve estar preparado para tudo. Então vamos conversar, vamos tentar reabrir o diálogo, se não for possível, paciência”, disse.

Ouça as informações com o repórter Romoaldo de Souza:

[uolmais_audio 16311239]

Geraldo Julio defende Jarbas e classifica chegada de FBC no PMDB como "desrespeito nunca visto"

Pronunciamento na Câmara

Os parlamentares ficaram em silêncio durante o pesado pronunciamento feito por Jarbas. Tudo começou quando FBC entrou no partido com promessa do presidente nacional, Romero Jucá, de que poderia lançar uma candidatura para governador de Pernambuco. As informações não oficiais apontam que essa indicação cairia no ministro de Minas e Energia, Fernando Filho (PSB). No discurso, além de falar sobre enxergar a atitude do senador como traição, Vasconcelos acusou de desagregadora, “adesista de ocasião” a direção de FBC e ainda chamou a ação de “tentativa sórdida”.

Na fala, Jarbas também detalhou sua trajetória política e disse que foi atacado pelo partido que ele ajudou a criar. “Em várias situações, senhor presidente e senhores deputados...exatamente por conta do meu pensamento, da minha coerência fui atacado dentro do meu próprio partido, um partido que ajudei a criar”, esclareceu. Jarbas Vasconcelos informou que apesar dos ataques, sempre houve respeito, mas, afirmou que “faltou e está faltando” atitude em Fernando Bezerra Coelho.

Veja o discurso no vídeo: