Notícia | Naufrágio

Sobrevivente relata como escapou de naufrágio entre Recife e Noronha


João Leite estava com mais quatro tripulantes no barco Ekos, que afundou no trajeto para Fernando de Noronha

Publicado em 13/09/2017, às 09:45

Rádio Jornal

Foto: Reprodução

Um dos sobreviventes do naufrágio da embarcação Ekos, que levava materiais de construção do Recife até o arquipélago de Fernando de Noronha, falou sobre o drama vivido em alto mar na madrugada desta quarta-feira (13). João Leite, que estava no barco com mais quatro tripulantes, disse que o mar avançou rápido e chegou a passar mal durante a entrevista e foi levado para casa pelos filhos. 

"Esse naufrágio foi um acontecimento que a gente não sabe explicar. O mar foi rápido e cobriu a popa do navio todo e não tivemos condições de continuar. Com cinco minutos o barco já tinha afundado", disse João. 



O barco saiu do Recife por volta das 16h30 da terça-feira com seis pessoas a bordo. Mais de 2h30 após partir, os tripulantes começaram a enfrentar o mar revolto, que levou ao naufrágio da embarcação, em menos de cinco minutos. Todos os tripulantes sobreviveram após nadar por cinco horas, cerca de 13km, até a praia de Casa Caiada, em Olinda. 

Embarcação realizava a terceira viagem a Fernando de Noronha

De acordo com os sobreviventes, a embarcação é de 2009, estava com toda a documentação regularizada e realizava a terceira viagem a Fernando de Noronha. O barco Ekos suportava cerca de 100 toneladas e carregava 70 toneladas na ocasião. 

Em novembro do ano passado, a embarcação Navemar XII naufragou no trajeto da capital pernambucana até o arquipélago


Recomendados para você

Comentários

Notícia

Sobrevivente relata como escapou de naufrágio entre Recife e Noronha



Publicado em 13/09/2017, às 09:45


Rádio Jornal

[IMAGEM]

Um dos sobreviventes do naufrágio da embarcação Ekos, que levava materiais de construção do Recife até o arquipélago de Fernando de Noronha, falou sobre o drama vivido em alto mar na madrugada desta quarta-feira (13). João Leite, que estava no barco com mais quatro tripulantes, disse que o mar avançou rápido e chegou a passar mal durante a entrevista e foi levado para casa pelos filhos. 

"Esse naufrágio foi um acontecimento que a gente não sabe explicar. O mar foi rápido e cobriu a popa do navio todo e não tivemos condições de continuar. Com cinco minutos o barco já tinha afundado", disse João. 

O barco saiu do Recife por volta das 16h30 da terça-feira com seis pessoas a bordo. Mais de 2h30 após partir, os tripulantes começaram a enfrentar o mar revolto, que levou ao naufrágio da embarcação, em menos de cinco minutos. Todos os tripulantes sobreviveram após nadar por cinco horas, cerca de 13km, até a praia de Casa Caiada, em Olinda. 

Embarcação realizava a terceira viagem a Fernando de Noronha

De acordo com os sobreviventes, a embarcação é de 2009, estava com toda a documentação regularizada e realizava a terceira viagem a Fernando de Noronha. O barco Ekos suportava cerca de 100 toneladas e carregava 70 toneladas na ocasião. 

Em novembro do ano passado, a embarcação Navemar XII naufragou no trajeto da capital pernambucana até o arquipélago