Interior | VÍTIMA DA VIOLÊNCIA

Jornalista Alexandre Farias é transferido para hospital do Recife


Novo boletim médico sobre o estado de saúde de Alexandre Farias será divulgado no final da tarde desta quinta-feira

Publicado em 28/09/2017, às 11:45

Rádio Jornal
Por Lucas Vaz do SJCC

Alexandre foi transferido para o Hospital Esperança no Recife Alexandre foi transferido para o Hospital Esperança no Recife
Foto: Reprodução de Facebook

O jornalista Alexandre Farias, atingido por uma bala perdida durante um tiroteio em Caruaru, está sendo transferido na manhã desta quinta-feira (28), de um hospital da cidade para o Hospital Esperança, no Recife. 

A ambulância com o apresentador saiu do Hospital Unimed às 9h30 e seguiu para o Aeroporto Oscar Laranjeira. Ele saiu do aeroporto às 10h20 e está sendo transferido em um avião equipado com Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Um irmão de Alexandre o acompanha no voo. 

No boletim médico divulgado nessa quarta-feira (27), a equipe médica informou que Alexandre seguia internado na UTI em estado grave e respirando com ajuda de aparelhos. Apesar do quadro grave, o jornalista já apresentou uma diminuição do edema cerebral e está com funções estáveis. Um novo boletim médico será divulgado no fim da tarde desta quinta-feira (28) pela equipe médica do Hospital Esperança após uma avaliação.

Segundo o neurocirurgião Médico Ronaldo Menezes em entrevista à Rádio Jornal, a transferência de Alexandre não se deu por um ponto de vista médico e sim por um pedido da família por conta da cobertura do plano de saúde. "Inicialmente o caso era gravíssimo, mas com avaliações sucessivas foi observado que ele teve uma resposta positiva ao longo do tempo. Esse tipo de lesão mostra uma recuperação muito lenta, com tempo de internação longa. O paciente já saiu da fase aguda, mas ainda inspira muitos cuidados, precisa de terapia intensiva e de reabilitação", explicou o médico. 



Sobre as possíveis sequelas do jornalista, o médico informou que ainda é muito cedo para saber. "Diante da gravidade do caso é possível que haja alteração neurológica, mas ainda não é o momento de diagnosticar isso. Apenas depois de 30 a 60 dias será possível saber qual o nível da lesão", afirmou.

Alexandre Farias foi vítima da violência no Estado

Alexandre Farias foi atingido na cabeça por uma bala perdida, no dia 16 de setembro, durante uma troca de tiros no Alto do Moura entre policiais e suspeitos de cometer crimes na região.  Ele foi socorrido no Hospital Regional do Agreste e depois transferido, em estado grave, para o Hospital da Unimed de Caruaru. 

Por volta das 20h, o jornalista voltava no seu carro para casa, no Loteamento Sete Luas, também no Alto do Moura, quando se viu no meio do fogo cruzado.


Recomendados para você

Comentários

Interior

Jornalista Alexandre Farias é transferido para hospital do Recife



Publicado em 28/09/2017, às 11:45


Rádio Jornal
Por Lucas Vaz do SJCC

[IMAGEM]

O jornalista Alexandre Farias, atingido por uma bala perdida durante um tiroteio em Caruaru, está sendo transferido na manhã desta quinta-feira (28), de um hospital da cidade para o Hospital Esperança, no Recife. 

A ambulância com o apresentador saiu do Hospital Unimed às 9h30 e seguiu para o Aeroporto Oscar Laranjeira. Ele saiu do aeroporto às 10h20 e está sendo transferido em um avião equipado com Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Um irmão de Alexandre o acompanha no voo. 

No boletim médico divulgado nessa quarta-feira (27), a equipe médica informou que Alexandre seguia internado na UTI em estado grave e respirando com ajuda de aparelhos. Apesar do quadro grave, o jornalista já apresentou uma diminuição do edema cerebral e está com funções estáveis. Um novo boletim médico será divulgado no fim da tarde desta quinta-feira (28) pela equipe médica do Hospital Esperança após uma avaliação.

Segundo o neurocirurgião Médico Ronaldo Menezes em entrevista à Rádio Jornal, a transferência de Alexandre não se deu por um ponto de vista médico e sim por um pedido da família por conta da cobertura do plano de saúde. "Inicialmente o caso era gravíssimo, mas com avaliações sucessivas foi observado que ele teve uma resposta positiva ao longo do tempo. Esse tipo de lesão mostra uma recuperação muito lenta, com tempo de internação longa. O paciente já saiu da fase aguda, mas ainda inspira muitos cuidados, precisa de terapia intensiva e de reabilitação", explicou o médico. 

Sobre as possíveis sequelas do jornalista, o médico informou que ainda é muito cedo para saber. "Diante da gravidade do caso é possível que haja alteração neurológica, mas ainda não é o momento de diagnosticar isso. Apenas depois de 30 a 60 dias será possível saber qual o nível da lesão", afirmou.

Alexandre Farias foi vítima da violência no Estado

Alexandre Farias foi atingido na cabeça por uma bala perdida, no dia 16 de setembro, durante uma troca de tiros no Alto do Moura entre policiais e suspeitos de cometer crimes na região.  Ele foi socorrido no Hospital Regional do Agreste e depois transferido, em estado grave, para o Hospital da Unimed de Caruaru. 

Por volta das 20h, o jornalista voltava no seu carro para casa, no Loteamento Sete Luas, também no Alto do Moura, quando se viu no meio do fogo cruzado.