Interior | Crime

Não lembrava disso, tomo remédio, diz suspeito de estuprar mulher em PE


'Ele me puxou para dentro da minha residência, estuprou, espancou, bateu, espancou muito', relata a mulher

Publicado em 06/10/2017, às 09:50

Rádio Jornal

Foto: Agência Brasil

O suspeito de assaltar e estuprar uma mulher de 50 anos no último domingo (1), na cidade de São Caetano, no Agreste de Pernambuco, disse que está tomando remédio e não lembrava do crime. Walmire Gomes da Silva, 35, já havia levado R$ 200, mas invadiu a residência para encontrar mais dinheiro e cometer o abuso sexual. O homem confessou o roubo, mas negou o estupro.

"Estou tomando remédio controlado, que eu tomei chumbinho. Esse delito eu nem lembrava, já foi minha mãe que veio me lembrar, cortei até meus pulsos, porque estou separado da mulher. Eu errei, ela está dizendo que eu errei, mas como ela diz que eu estuprei ela?", disse Walmire após prestar depoimento na delegacia. O suspeito foi levado para a penitenciária de Pesqueira.

O homem foi preso na última quarta-feira (4) no bairro Vila Cardeal 3. Ele estava tentando se esconder em uma cisterna, quando foi encontrado pelo policiais. Ainda na delegacia, a polícia descobriu que Walmire é foragido do Centro de Ressocialização de Canhotinho desde 2012.  



Saiba mais sobre o crime em São Caetano

 

"Ele já tinha pegado R$ 200 que eu tinha no bolso, mas ele não se conformou, ele queria mais. Eu disse que não tinha porque era domingo e não tinha dinheiro. Mas ele disse que não, ele me puxou para dentro da minha residência, estuprou, espancou, bateu, espancou muito", afirmou a vítima. Imagens de circuito interno de câmera mostraram aos investigadores o momento que a mulher é abordada.

Ainda de acordo com a vítima, o homem mandou a mulher se trancar dentro de um banheiro e, quando ela saiu, ele voltou a pedir por mais dinheiro. "Aproveitei um momento que ele estava de bobeira e corri pra rua. Ai ele correu também", explicou. 

Câmeras de segurança registraram a ação


Recomendados para você

Comentários

Interior

Não lembrava disso, tomo remédio, diz suspeito de estuprar mulher em PE



Publicado em 06/10/2017, às 09:50


Rádio Jornal

[IMAGEM]

O suspeito de assaltar e estuprar uma mulher de 50 anos no último domingo (1), na cidade de São Caetano, no Agreste de Pernambuco, disse que está tomando remédio e não lembrava do crime. Walmire Gomes da Silva, 35, já havia levado R$ 200, mas invadiu a residência para encontrar mais dinheiro e cometer o abuso sexual. O homem confessou o roubo, mas negou o estupro.

"Estou tomando remédio controlado, que eu tomei chumbinho. Esse delito eu nem lembrava, já foi minha mãe que veio me lembrar, cortei até meus pulsos, porque estou separado da mulher. Eu errei, ela está dizendo que eu errei, mas como ela diz que eu estuprei ela?", disse Walmire após prestar depoimento na delegacia. O suspeito foi levado para a penitenciária de Pesqueira.

O homem foi preso na última quarta-feira (4) no bairro Vila Cardeal 3. Ele estava tentando se esconder em uma cisterna, quando foi encontrado pelo policiais. Ainda na delegacia, a polícia descobriu que Walmire é foragido do Centro de Ressocialização de Canhotinho desde 2012.  

Saiba mais sobre o crime em São Caetano

[uolmais_audio 16326973] 

"Ele já tinha pegado R$ 200 que eu tinha no bolso, mas ele não se conformou, ele queria mais. Eu disse que não tinha porque era domingo e não tinha dinheiro. Mas ele disse que não, ele me puxou para dentro da minha residência, estuprou, espancou, bateu, espancou muito", afirmou a vítima. Imagens de circuito interno de câmera mostraram aos investigadores o momento que a mulher é abordada.

Ainda de acordo com a vítima, o homem mandou a mulher se trancar dentro de um banheiro e, quando ela saiu, ele voltou a pedir por mais dinheiro. "Aproveitei um momento que ele estava de bobeira e corri pra rua. Ai ele correu também", explicou. 

Câmeras de segurança registraram a ação