Escrete de Ouro | coletiva

Sobre caso Juninho, Luxemburgo diz que 'um filho não pode ser abandonado'


Treinador rubro-negro disse que o assunto Juninho é proibido e garantiu apoio ao jogador

Publicado em 11/10/2017, às 13:13

Rádio Jornal
Com informações do JC Online

Bobby Fabisak/JC Imagem

O atacante Juninho, que se envolveu com a polícia por acusações feitas pela ex-companheira, foi reintegrado ao Sport. Ele viaja com o grupo para o confronto com o Vitória, nesta quinta (12/10), em Salvador, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ao ser perguntando sobre o caso, o técnico Vanderlei Luxemburgo prestou apoio para o seu pupilo.

"Um filho não pode ser abandonado. Como é que você não vai dar carinho a um menino de 18 anos e deixar ele sozinho? Ele cometeu um equívoco e a gente tem que estar perto para dar apoio", disse Luxemburgo.

Apesar de demonstrar apoio, Luxemburgo se esquivou para dar detalhes sobre o caso. "Está proibido falar sobre esse assunto. É um caso de polícia, que foge do âmbito esportivo. Então não é o momento para perguntas desse tipo", adicionou.



Juninho viaja com o elenco

Dias depois de se envolver com a polícia, Juninho já pode voltar aos gramados. Segundo informou a assessoria do Sport, ele viaja com o elenco e está relacionado para o confronto com o Vitória. A maior probabilidade, no entanto, é ele começar como opção no banco de reservas.

Entenda o caso

Williams Aguiar/Sport

O atacante Juninho, de 19 anos, uma das revelações do Sport na temporada 2017, foi detido pela polícia na manhã dessa segunda-feira (9) e encaminhado para a Delegacia da Mulher, no Recife onde prestou depoimento e foi liberado no final do dia. O Prata-da-casa rubro-negro foi acusado de agressão física e ameaça de morte pela sua ex-namorada.

Juninho teria ido até a casa da ex-namorada na manhã desta segunda e a ameaçado com uma faca. "Ele veio com uma faca correndo atrás de mim. Gritei socorro e a vizinha abriu a porta para me ajudar. Ela chegou a vê-lo na porta com a faca e interfonou para os porteiros", conta a jovem. Segundo ela, que preferiu não se identificar, o jogador teria sido surpreendido pela polícia, acionada pela mãe dela. "O motorista dele ainda tentou entrar por trás do prédio para evitar o flagrante, mas não conseguiu. Ele foi levado na viatura", acrescentou a jovem.

Juninho pagou fiança estipulada em R$ 10 mil e foi liberado para responder o processo em liberdade. 

Saiba mais sobre o Sport

 


Recomendados para você

Comentários

Escrete de Ouro

Sobre caso Juninho, Luxemburgo diz que 'um filho não pode ser abandonado'



Publicado em 11/10/2017, às 13:13


Rádio Jornal
Com informações do JC Online

[IMAGEM]

O atacante Juninho, que se envolveu com a polícia por acusações feitas pela ex-companheira, foi reintegrado ao Sport. Ele viaja com o grupo para o confronto com o Vitória, nesta quinta (12/10), em Salvador, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ao ser perguntando sobre o caso, o técnico Vanderlei Luxemburgo prestou apoio para o seu pupilo.

"Um filho não pode ser abandonado. Como é que você não vai dar carinho a um menino de 18 anos e deixar ele sozinho? Ele cometeu um equívoco e a gente tem que estar perto para dar apoio", disse Luxemburgo.

Apesar de demonstrar apoio, Luxemburgo se esquivou para dar detalhes sobre o caso. "Está proibido falar sobre esse assunto. É um caso de polícia, que foge do âmbito esportivo. Então não é o momento para perguntas desse tipo", adicionou.

Juninho viaja com o elenco

Dias depois de se envolver com a polícia, Juninho já pode voltar aos gramados. Segundo informou a assessoria do Sport, ele viaja com o elenco e está relacionado para o confronto com o Vitória. A maior probabilidade, no entanto, é ele começar como opção no banco de reservas.

Entenda o caso

[IMAGEM2]

O atacante Juninho, de 19 anos, uma das revelações do Sport na temporada 2017, foi detido pela polícia na manhã dessa segunda-feira (9) e encaminhado para a Delegacia da Mulher, no Recife onde prestou depoimento e foi liberado no final do dia. O Prata-da-casa rubro-negro foi acusado de agressão física e ameaça de morte pela sua ex-namorada.

Juninho teria ido até a casa da ex-namorada na manhã desta segunda e a ameaçado com uma faca. "Ele veio com uma faca correndo atrás de mim. Gritei socorro e a vizinha abriu a porta para me ajudar. Ela chegou a vê-lo na porta com a faca e interfonou para os porteiros", conta a jovem. Segundo ela, que preferiu não se identificar, o jogador teria sido surpreendido pela polícia, acionada pela mãe dela. "O motorista dele ainda tentou entrar por trás do prédio para evitar o flagrante, mas não conseguiu. Ele foi levado na viatura", acrescentou a jovem.

Juninho pagou fiança estipulada em R$ 10 mil e foi liberado para responder o processo em liberdade. 

Saiba mais sobre o Sport

[uolmais_audio 16330077]