Notícia | CRIME

Homem mata ex-namorada, o pai dela e depois se mata


Paulo Roberto Correia da Silva ainda atirou contra a mãe da ex-namorada que foi socorrida para o Hospital Dom Helder Câmara

Publicado em 13/10/2017, às 00:18

Rádio Jornal
Thales Kírion

Atualizado em 13.10.2017 - 10:50

Reprodução/Facebook

Um homem matou a ex-companheira, o ex-sogro, atirou na ex-sogra e depois se matou na noite desta quinta-feira (12) no Condomínio Enseadinha, em Serrambi, na Praia de Ipojuca. Segundo primeiras informações, Paulo Roberto Correia da Silva, de 30 anos, não aceitava o fim do relacionamento com a ex-namorada, Paula Maria Alencar Régis, de 20 anos e matou-a com dois tiros na cabeça.

Na investida, Paulo ainda atirou no pescoço do pai e da mãe da jovem, Ênio Régis, de 58 anos, que morreu, e Suzana Régis, que atingida no pescoço de raspão, foi socorrida para o Hospital Dom Helder Câmara. O estado de saúde dela é estável.



De acordo com informações de um morador que não quis se identificar, os quatro envolvidos aparentavam ser pessoas tranquilas e de bem. A arma utilizada teria sido um revolver 38.

Os corpos estão no Instituto de Medicina Legal do Recife, no Bairro de Santo Amaro.

A repórter Clarissa Siqueira esteve em Serrambi na manhã desta sexta-feira (13) e traz os detalhes do caso


Recomendados para você

Comentários

Notícia

Homem mata ex-namorada, o pai dela e depois se mata



Publicado em 13/10/2017, às 00:18


Rádio Jornal
Thales Kírion

Atualizado em 13.10.2017 - 10:50

[IMAGEM]

Um homem matou a ex-companheira, o ex-sogro, atirou na ex-sogra e depois se matou na noite desta quinta-feira (12) no Condomínio Enseadinha, em Serrambi, na Praia de Ipojuca. Segundo primeiras informações, Paulo Roberto Correia da Silva, de 30 anos, não aceitava o fim do relacionamento com a ex-namorada, Paula Maria Alencar Régis, de 20 anos e matou-a com dois tiros na cabeça.

Na investida, Paulo ainda atirou no pescoço do pai e da mãe da jovem, Ênio Régis, de 58 anos, que morreu, e Suzana Régis, que atingida no pescoço de raspão, foi socorrida para o Hospital Dom Helder Câmara. O estado de saúde dela é estável.

De acordo com informações de um morador que não quis se identificar, os quatro envolvidos aparentavam ser pessoas tranquilas e de bem. A arma utilizada teria sido um revolver 38.

Os corpos estão no Instituto de Medicina Legal do Recife, no Bairro de Santo Amaro.

A repórter Clarissa Siqueira esteve em Serrambi na manhã desta sexta-feira (13) e traz os detalhes do caso

[uolmais_audio 16331415]