Notícia | Entrevista

Após saída do ministério, Bruno Araújo garante recursos para PE: prego batido e ponta virada


Bruno Araújo afirmou que mais de R$ 3 bilhões em recursos foram pagos para o estado

Publicado em 14/11/2017, às 10:46

Rádio Jornal

Ricardo Labastier/JC Imagem

Após pedir exoneração do cargo de ministro das Cidades nessa segunda-feira (13), Bruno Araújo (PSDB) confirmou que mais de R$ 3 bilhões em recursos foram pagos a Pernambuco e que as obras de saneamento no estado estão amarradas por contratos com empresas parceiras da Compesa. Segundo o político, o fato do estado ser comandado pelo PSB, partido contrário ao presidente Michel Temer (PMDB), não impediu o investimento no estado. 

"É prego batido e ponta virada. Os contratos foram assinados. Mais de R$ 1 bi de saneamento com empresa parceira da Compesa. São recursos de obras que estão em andamento. Além dos contratos novos, distribuidos com prefeitos em todo o estado, os demais são obras em andamento, sobretudo as obras habitacionais do Minha Casa Minha Vida. Saímos com a sensação de dever cumprido. Deixei no ar a dica que estava pronto para sair do Governo. Entramos no Governo para poder ajudar o Governo a andar e deixamos ontem o Cartão Reforma entregue e indo para ruas, para beneficiar milhares de brasileiros. São mais de R$ 3 bilhões pagos em Pernambuco. Entramos de cabeça erguida e saímos de pé",  disse Bruno Araújo em entrevista à Rádio Jornal na manhã desta terça-feira (14).



Para o tucano, a oposição política dos partidos não impediu o andamento dos investimentos em Pernambuco. "Se isso fosse verdade eu não estaria com o prefeito do Recife inaugurando obras com mais de R$ 150 milhões em obras. Posso falar pelo meu ministério. Pernambuco nunca recebeu tantos recursos do ministério da Cidades. O pernambucano me viu ao lado do governador e do prefeito do Recife, entregando obras em todo o estado. Posso citar o ministério da Integração, que deposita recursos para obras importantes. Posso garantir que o ministro Mendonça e Fernando também trabalharam fortemente para Pernambuco". 

Ouça a entrevista de Bruno Araújo na íntegra

 


Recomendados para você

Comentários

Notícia

Após saída do ministério, Bruno Araújo garante recursos para PE: prego batido e ponta virada



Publicado em 14/11/2017, às 10:46


Rádio Jornal

[IMAGEM]

Após pedir exoneração do cargo de ministro das Cidades nessa segunda-feira (13), Bruno Araújo (PSDB) confirmou que mais de R$ 3 bilhões em recursos foram pagos a Pernambuco e que as obras de saneamento no estado estão amarradas por contratos com empresas parceiras da Compesa. Segundo o político, o fato do estado ser comandado pelo PSB, partido contrário ao presidente Michel Temer (PMDB), não impediu o investimento no estado. 

"É prego batido e ponta virada. Os contratos foram assinados. Mais de R$ 1 bi de saneamento com empresa parceira da Compesa. São recursos de obras que estão em andamento. Além dos contratos novos, distribuidos com prefeitos em todo o estado, os demais são obras em andamento, sobretudo as obras habitacionais do Minha Casa Minha Vida. Saímos com a sensação de dever cumprido. Deixei no ar a dica que estava pronto para sair do Governo. Entramos no Governo para poder ajudar o Governo a andar e deixamos ontem o Cartão Reforma entregue e indo para ruas, para beneficiar milhares de brasileiros. São mais de R$ 3 bilhões pagos em Pernambuco. Entramos de cabeça erguida e saímos de pé",  disse Bruno Araújo em entrevista à Rádio Jornal na manhã desta terça-feira (14).

Para o tucano, a oposição política dos partidos não impediu o andamento dos investimentos em Pernambuco. "Se isso fosse verdade eu não estaria com o prefeito do Recife inaugurando obras com mais de R$ 150 milhões em obras. Posso falar pelo meu ministério. Pernambuco nunca recebeu tantos recursos do ministério da Cidades. O pernambucano me viu ao lado do governador e do prefeito do Recife, entregando obras em todo o estado. Posso citar o ministério da Integração, que deposita recursos para obras importantes. Posso garantir que o ministro Mendonça e Fernando também trabalharam fortemente para Pernambuco". 

Ouça a entrevista de Bruno Araújo na íntegra

[uolmais_audio 16351028]