Notícia | Brasília

CNE abre sessão para votar Base Nacional Comum Curricular


A sessão em que foi realizada a votação começou sob protestos

Publicado em 07/12/2017, às 13:51

Rádio Jornal
Agência Brasil

Foto: Guga Matos/JC Imagem

O Conselho Nacional de Educação (CNE) abriu nesta quinta-feira (7), pouco depois das 11h, a sessão de votação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O documento vai estabelecer conhecimentos, competências e habilidades que todos os estudantes devem desenvolver no ensino básico.

Esse projeto terá como adendo o documento da Base encaminhado pelo Ministério da Educação (MEC) ao CNE na semana passada, com proposta de mudanças aprovadas pelos conselheiros em debates realizados desde segunda-feira (4).

Protestos

A sessão começou sob protestos de entidades sindicais contrarias à votação no dia de hoje e chegou a ser suspensa por alguns instantes. Na segunda-feira, cinco entidades enviaram carta ao CNE em que pedem respostas às contribuições feitas durante as audiências públicas de julho e setembro. As entidades solicitam também a suspensão da votação da BNCC e pedem que o assunto seja mais bem discutido em nova audiência pública.



A carta foi assinada pela Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação, Associação Nacional de Política e Administração da Educação, Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, pelo Centro de Estudos Educação e Sociedade e o Fórum Nacional de Diretores de Faculdade.

Após aprovação da base pelo CNE, o documento deverá ser homologado pelo ministro da Educação para começar a valer.


Recomendados para você

Comentários

Notícia

CNE abre sessão para votar Base Nacional Comum Curricular



Publicado em 07/12/2017, às 13:51


Rádio Jornal
Agência Brasil

[IMAGEM]

O Conselho Nacional de Educação (CNE) abriu nesta quinta-feira (7), pouco depois das 11h, a sessão de votação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O documento vai estabelecer conhecimentos, competências e habilidades que todos os estudantes devem desenvolver no ensino básico.

Esse projeto terá como adendo o documento da Base encaminhado pelo Ministério da Educação (MEC) ao CNE na semana passada, com proposta de mudanças aprovadas pelos conselheiros em debates realizados desde segunda-feira (4).

Protestos

A sessão começou sob protestos de entidades sindicais contrarias à votação no dia de hoje e chegou a ser suspensa por alguns instantes. Na segunda-feira, cinco entidades enviaram carta ao CNE em que pedem respostas às contribuições feitas durante as audiências públicas de julho e setembro. As entidades solicitam também a suspensão da votação da BNCC e pedem que o assunto seja mais bem discutido em nova audiência pública.

A carta foi assinada pela Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação, Associação Nacional de Política e Administração da Educação, Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, pelo Centro de Estudos Educação e Sociedade e o Fórum Nacional de Diretores de Faculdade.

Após aprovação da base pelo CNE, o documento deverá ser homologado pelo ministro da Educação para começar a valer.