Comissão de Ética da CBF descarta assédio de Rogério Caboclo e abre chance de retorno do dirigente

Ralph de Carvalho
Ralph de Carvalho
Publicado em 27/08/2021 às 13:10
Leitura:

Comentário de Ralph de Carvalho: O comentarista do Escrete de Ouro fala sobre o caso da conversa em que Caboclo fez perguntas sobre a vida íntima da funcionária e que foi gravada por ela e revelada em um programa de TV no último dia 6 junho. Os três membros da comissão descartaram a acusação de assédio sexual e sugeriram uma suspensão de 15 meses por conduta inapropriada, pena que precisa ser aprovada pela Assembleia Geral, composta pelos presidentes das 27 federações estaduais. Se essa punição for aplicada, Rogério Caboclo volta à presidência da CBF em setembro de 2022, antes da conclusão de seu mandato em abril de 2023.

+Episódios