Especial Coronavírus: Os desafios do transporte público pós-pandemia

Consultório do Rádio Livre: a pandemia do novo coronavírus já causou um prejuízo de pelo menos 155 milhões de reais ao sistema de transporte coletivo da Região Metropolitana do Recife, além de uma queda de 75% no número de passageiros somente nos três primeiros meses de pandemia em Pernambuco, segundo informações do Grande Recife Consórcio de Transporte, que gerencia o sistema de transporte por ônibus da Região Metropolitana do estado. A frota de ônibus, foi reduzida. E com a retomada gradual da economia, na medida em que mais pessoas voltam a utilizar o transporte, os veículos estão sendo colocados nas ruas. Os reflexos e consequências da crise do novo coronavírus, também foram semelhantes no Metrô do Recife, que precisou reduzir o horário de funcionamento. Muita coisa mudou com a chegada da pandemia da covid-19, exceto a realidade enfrentada pelos passageiros que utilizam o transporte público. Coletivos lotados, longas filas nos terminais de ônibus, e a rotina de um caminho de ida e volta sem a possibilidade de distanciamento social, figuraram no dia a dia pandêmico dos pernambucanos. E ainda figuram. Mas, quais serão os desafios do transporte público pós-pandemia e o que as pessoas podem esperar do amanhã? Sobre o assunto, neste episódio do Consultório do Rádio Livre Anne Barretto e Leandro Oliveira entrevistam o doutor em engenharia elétrica e presidente da Divisão América Latina da União Internacional de Transportes Públicos (UITP), Jurandir Fernandes, e o doutor em engenharia, professor universitário e pesquisador do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq), Oswaldo Lima Neto.