As mudanças no perfil dos pacientes graves de covid-19

Consultório do Rádio Livre: Há exatamente um ano, Pernambuco confirmava os dois primeiros casos da covid-19, um casal de idosos moradores do Recife infectados numa viagem a Europa. Ainda uma novidade, a doença era cercada de mistérios assustadores. Uma das poucas certezas era que o novo coronavírus tinha potencial para matar e os maiores de 60 anos estavam no grupo das principais vítimas. Mas nos últimos meses houve mudanças nas características dos pacientes que desenvolveram a forma grave da covid-19. Os jovens passaram a engrossar as estatísticas. Em janeiro desse ano, um levantamento mostrou um aumento nos casos de mortes em pessoas com menos de 60 anos. O Consultório do Rádio Livre de hoje explicou o que está por trás da alteração no perfil dos doentes graves e o que deve ser feito para evitar que os números continuem aumentando. Os apresentadores Anne Barretto e Leandro Oliveira conversaram sobre o assunto com o doutor em Ciências Biológicas, Marx Lima, e com o infectologista Gabriel Serrano.