Flexibilização de posse de armas divide opiniões


Geraldo Freire
Geraldo Freire
Publicado em 24/01/2019 às 12:00
Leitura:

O decreto presidencial que flexibilizou a posse de armas de fogo, divide opiniões entre atores do setor. Em nota, a Associação Nacional da Indústria de Armas e Munições (Aniam) destacou que o presidente da República, Jair Bolsonaro, “dentro das limitações do decreto, foi muito feliz nas medidas estabelecidas, cumprindo com o que foi prometido em sua campanha eleitoral”. Já a organização não governamental Instituto de Defesa, o decreto “criou uma nova restrição que não havia sido prevista nem pelos governos desarmamentistas anteriores”, referindo-se à exigência de dispor de cofre ou local com tranca, para dificultar acesso por parte de crianças, adolescentes ou pessoas com deficiência mental. O Debate da Super Manhã desta quinta-feira (24) falou sobre "o Brasil armado". Participaram os advogados Célio Avelino e Tancredo Loyo, além do deputado estadual Joel da Harpa.