Movimento antivacina no mundo

Geraldo Freire
Geraldo Freire
Publicado em 03/02/2021 às 12:11
Leitura:

Debate da Super Manhã : Hoje em dia é até difícil de imaginar que, há algumas décadas, era comum que as pessoas morressem por doenças como rubéola e meningite. O fato de enfermidades como essas terem perdido a força, se dá pela evolução da medicina, o surgimento de novos medicamentos , e o desenvolvimento de vacinas. Relembrar a importância da medicina em uma época tão turbulenta, onde pessoas tem duvidado da ciência, é fundamental, no Debate da Super Manhã desta quarta-feira(03), o radialista Wagner Gomes conversa com a médica patologista e professora da UPE, Doutora em imunologia, o advogado e diretor-executivo do Instituto Questão de Ciência, Paulo Almeida e o infectologista, Gabriel Serrano.