Economia Populista

Debate da Super Manhã: O Ministro da Economia, Paulo Guedes, decidiu propor a volta da tributação do lucro e dividendos com uma alíquota de 20%. A alíquota é maior do que os 15% inicialmente previstos para compensar a perda de arrecadação que o governo terá com o aumento da faixa de isenção do Imposto de Renda da Pessoa Física. O presidente Bolsonaro quer isentar de Imposto de Renda para quem ganha até R$ 2,4 mil ao mês. Como especialistas avaliam essas medidas? Trata-se de estratégias de uma economia populista? Confira mais sobre esse assunto, no Debate da Super Manhã desta sexta-feira (09), o comunicador, Geraldo Freire, conversa com o ex-senador Armando Monteiro,o ex-secretário da Receita Federal Everardo Maciel, e o ex-senador Cristovam Buarque.