Independência ou morte

Debate da Super Manhã: O dia 07 de setembro resgata, todos os anos, um marco histórico, cultural e político. O momento em que o Brasil deixou de ser uma colônia portuguesa para constituir uma nação. Mas a proclamação da autonomia não se resume a um rompante representado pelo famoso grito às margens do Rio Ipiranga. No debate desta terça-feira (07), o comunicador Wagner Gomes conversa com três historiadores sobre os processos que levaram ao simbólico brado de “independência ou morte”, que completa, hoje, 199 anos. Participaram do debate o historiador e escritor José Nivaldo Júnior, o historiador, professor e escritor Carlos Bezerra Cavalcanti e o Pós-doutor em história e professor da Universidade de Pernambuco – UPE Carlos André Moura.