Os estereótipos estabelecidos pela sociedade para meninos e meninas

Pais, filhos e famílias: De vez em quando, alguém lança mão de uma pesquisa científica para dizer que cérebros de homens e mulheres são diferentes, e que isso justificaria uma série de comportamentos de ambos os sexos. Mas até que ponto essas pesquisas facilitam na educação dos filhos? Como podemos fugir dos estereótipos, se sempre aparece alguém para sentenciar que homens e mulheres são de um jeito ou de outro? Neste episódio a psicóloga Bruna Vaz do Centro de Pesquisa em Psicanálise e Linguagem, CPPL, comenta sobre estereótipos estabelecidos pela sociedade para homens e mulheres.