Setor de construção se preocupa com liberação de saques do FGTS


Geraldo Freire
Geraldo Freire
Publicado em 23/07/2019 às 10:20
Leitura:

Antes mesmo de ser anunciada oficialmente, a notícia de que o governo pretende liberar até 35% das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), já causou mal estar no setor da construção civil – o mais atingido pela crise. A bancada desta terça-feira (23) - composta por Adriana Victor, Maria Luiza Borges e Wagner Gomes - debateu o assunto com Gustavo de Miranda - líder empresarial no setor de construção e ex-presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Pernambuco.