Polo têxtil, no Agreste pernambucano, necessita de profissionais de corte e costura

Passando a Limpo: Em entrevista ao Passando a Limpo, nesta quarta-feira (16), o presidente da marca Rota do Mar, Arnaldo Xavier, falou sobre o cenário da venda de roupas no polo têxtil no Agreste de Pernambuco. Segundo ele, a movimentação do comércio e a procura por insumos aumentos nos últimos meses. Diante da demanda, falta mão de obra e o local precisa de profissionais de corte e costura.