A cultura do cancelamento

Vida em Sociedade: Num bloco de Carnaval de São Paulo, a atriz Alessandra Negrini caracterizou-se como uma indígena. Ela também foi acompanhada por líderes indígenas, todas mulheres, e prestou homenagem para algumas etnias. Apesar de todo esse aparato, muita gente criticou a atriz, alegando que vestimentas indígenas não são fantasia de Carnaval. Depois do episódio, muita gente declarou que iria “cancelar” a atriz nas redes sociais, ou seja: bloqueá-la ou deixar de segui-la. O historiador, psicólogo e psicanalista do Centro de Pesquisa em Psicanálise e Linguagem (CPPL), Miguel Gomes, fala sobre a cultura do cancelamento.