PRONUNCIAMENTO DE DORIA

DORIA DESISTIU: revelado por que Doria retirou candidatura à Presidência do Brasil

Doria retirou sua candidatura nesta segunda-feira (23), motivos podem ter ido além de questões políticas

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 23/05/2022 às 13:34 | Atualizado em 23/05/2022 às 13:38
Notícia
SANDRO DAMASCENO / GOV SP
Doria desistiu de ser candidato - FOTO: SANDRO DAMASCENO / GOV SP
Leitura:

Quase dois meses após renunciar ao governo de São Paulo para ser o pré-candidato do PSDB à Presidência da República, João Doria desisitiu de disputar o Palácio do Planalto nas Eleições 2022.

“Me retiro da disputa com o coração ferido, mas a alma leve”, disse. "Saio como entrei na política: repleto de ideias, com a alma cheia de esperança e o coração pulsante, confiando no povo brasileiro que tem fé na vida e tem fé em Deus", emendou Doria.

A situação do tucano era complicada há bastante tempo. Internamente, apesar de ter vencido as prévias do PSDB para ser o nome do partido na disputa pela Presidência da República, vários caciques da legenda não o apoiavam.

Um dos principais nomes da cúpula tucana a articular a saída de Doria em prol de uma aliança com nomes da terceira via, o presidente do PSDB, Bruno Araújo, pontuou que há algo maior do que a candidatura própria tucana.

"Como presidente do PSDB, eu gostaria que tivéssemos uma candidatura própria, mas há algo maior do que isso, maior do que a vontade de João Doria ou a minha vontade: a vontade é o que o Brasil precisa", afirmou ele em entrevista à GloboNews.

POR QUE DORIA DESITIU DA CANDIDATURA?

Em pronunciamento nesta segunda, Doria revelou o motivo pelo qual desistiu de concorrer à Presidência da República.

"Hoje, neste 23 de maio, serenamente, entendo que não sou a escolha da cúpula do PSDB. Aceito esta realidade de cabeça erguida. Sou um homem que respeita o bom senso, o diálogo e o equilíbrio. Sempre busquei e seguirei buscando o consenso, mesmo que seja contrário a minha vontade pessoal", declarou Doria em seu discurso.

Desta maneira, o que levou Doria a desistir da candidatura foi o baixo apoio dentro de seu próprio partido, além do pífio desempenho nas pesquisas de intenção de voto.

A resistência tucana na candidatura de Doria também tem como pano de fundo a disputa pelo governo de São Paulo.

Devido à rejeição do ex-governador, aliados de Rodrigo Garcia avaliavam que colar a imagem de Doria a dele minava as chances do Garcia continuar na Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Devido a isso, nas últimas semanas, o atual governador do Estado vinha ensaiando um distanciamento de Doria. "Fui vice do João Doria. Um é diferente do outro", declarou Garcia em entrevista ao Estadão.

Além disso, nos bastidores, comenta-se que um pedido da esposa do tucano, Bia Doria, contribuiu para que ele anunciasse a renúncia ao posto de pré-candidato do PSDB.

Como bem lembrou o blog Social1em entrevista, Bia Doria já havia afirmado que não queria que João Dória se candidatasse.

"Não quero que ele seja candidato, quero que ele volte pra casa. Ele faz muita falta para os meus filhos, mas a gente não pode interferir na cabeça de um homem", opinou.

Comentários

Mais Lidas