Política

Sérgio Moro vira réu em ação aberta pelo PT por causa da investigação Lava Jato; entenda

Partido dos Trabalhadores quer que Sérgio Moro pague indenização por supostos prejuízos causados pela Lava Jato à Petrobras; Ex-juiz ri da ação

Gabriel dos Santos
Gabriel dos Santos
Publicado em 24/05/2022 às 8:57 | Atualizado em 24/05/2022 às 9:00
Notícia
Antonio Cruz/ Agência Brasil
Sérgio Moro é ministro da justiça e segurança. - FOTO: Antonio Cruz/ Agência Brasil
Leitura:

O juiz federal Charles Renaud Frazão de Morais aceitou uma ação popular aberta pelo Partido dos Trabalhadores (PT) contra o ex-juiz da Lava Jato e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. 

Na ação, os petistas dizem que Sérgio Moro causou prejuízo à Petrobras por causa da Operação Lava Jato. A ação foi aberta em 27 de abril e aceitada pelo magistrado na segunda-feira (23). As informações são de Mônica Bérgamo, da Folha de São Paulo. 

Na decisão de aceitar o processo, Frazão de Morais disse: "cite-se o réu", isto é, pediu para que Sérgio Moro fosse informado da abertura do processo. O Ministério Público também será intimado para ter "ciência da demanda". 

A iniciativa do processo é dos deputados petistas Rui Falcão (SP), Erika Kokay (DF), Natália Bonavides (DF), José Guimarães (CE) e Paulo Pimenta (RS). 

.

Moro ri de ação

"A ação popular proposta por membros do PT contra mim é risível. Assim que citado, me defenderei. A decisão do juiz de citar-me não envolve qualquer juízo de valor sobre a ação. Todo mundo sabe que o que prejudica a economia é a corrupção e não o combate a ela. A inversão de valores é completa. Em 2022, o PT quer, como disse Geraldo Alckmin, não só voltar à cena do crime, mas também culpar aqueles que se opuseram aos esquemas de corrupção da era petista", disse Moro em nota. 

 

Comentários

Mais Lidas