Eleições 2022

Ataque de Bolsonaro às urnas deixa diplomatas incomodados, diz o New York Times; Apoiadores do presidente falam em discurso de 'derrotado'

Na segunda-feira, Bolsonaro mentiu e fez ataques sem provas contra o sistema eleitoral brasileiro; Diplomatas presentes na reunião falaram ao New York Times o que acharam

Gabriel dos Santos
Gabriel dos Santos
Publicado em 19/07/2022 às 10:02 | Atualizado em 22/07/2022 às 8:24
Notícia
Reprodução
Presidente Jair Bolsonaro - FOTO: Reprodução
Leitura:

O jornal americano The New York Times, um dos mais influentes do mundo, ouviu de diplomatas brasileiros que a reunião com o presidente Jair Bolsonaro, na tarde da segunda-feira (18), causou muito incômodo. 

Na reunião com embaixadores em Brasília, Bolsonaro atacou o sistema eleitoral brasileiro. Como sempre faz, atacou - sem apresentar provas - as urnas de votação e mentiu acerca de uma palestra que, segundo Bolsonaro, o ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso teria feito nos Estados Unidos sobre "como se livrar de um presidente". 

>>> LEIA MAIS: Bolsonaro mentiu ao dizer que ministro Barroso fez palestra com tema: 'Como se livrar de um presidente'; veja a verdade, clicando aqui.

Dois diplomatas presentes na reunião conversaram com o The New York Times e compararam as falas de Bolsonaro às do ex-presidente americano Donald Trump. 

"Assim como Trump antes das eleições de 2020 nos Estados Unidos, Bolsonaro está atrás nas pesquisas. E, como Trump, Bolsonaro parecia estar desacreditando a votação antes que ela acontecesse, em um suposto esforço para aumentar a confiabilidade e a transparência", diz trecho da reportagem do jornal americano. 

Ainda na reportagem, o New York Times alerta que Bolsonaro parece preparar o terreno para contestar o resultado das eleições - que ainda nem aconteceram.

.

O jornal Washington Post também fez uma reportagem alertando que Bolsonaro não apresenta nenhuma prova para as acusações que faz. 

Discurso de derrotado

Ao colunista do G1 Gerson Camarotti, integrantes da equipe de campanha de Bolsonaro à reeleição dizem que o discurso de Bolsonaro parece de "derrotado". 

A equipe que prepara a campanha de Bolsonaro pede que o pré-candidato amenize esse discurso e o substitua por um pedido por mais transparência nas eleições. 

Segundo Camarotti, os estrategistas da campanha do atual presidente dizem que esse tipo de discurso extremista só "prega para os convertidos" e faz o pré-candidato se afastar do objetivo que é furar a bolha bolsonarista e atrair outros eleitores. 

Comentários

Mais Lidas